Governo Quer Retomar Debate Sobre Fusão Entre INPE/AEB

Olá leitor!

Segue abaixo a primeira de uma série de três pequenas matérias interessantes publicadas no site do jornal “O VALE” entre os dias (02 à 11/02) tendo como destaque o Programa Espacial Brasileiro.

Duda Falcão

NOSSA REGIÃO

Governo Quer Retomar Debate
Sobre Fusão Entre INPE e AEB

Proposta que causou pedido de demissão do atual diretor volta à
pauta menos de uma semana após novo ministro assumir

São José dos Campos
02 de fevereiro de 2012 - 04:00

José Cruz/abr/24jan12
Uma semana após assumir o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, já dá sinais de que irá priorizar a retomada do processo de fusão do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) com a AEB (Agência Espacial Brasileira).

Último ato do então ministro Aloizio Mercadante foi a reorganização estrutural da área de ciência. O INPE, antes ligado à Scup (Subsecretaria de Coordenação das Unidades de Pesquisa), agora é subordinado à AEB.

“Há certa indicação de que Raupp irá voltar com a proposta de fusão. No entanto, tudo está insipiente. Não sabemos como isso será feito”, disse o presidente do SindCT (Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais na Área de Ciência e Tecnologia), Ivanil Elisário Barbosa.

A proposta de fusão entre INPE e AEB foi debatida no ano passado e culminou no pedido de renúncia do diretor do instituto, Gilberto Câmara, contrário à ideia.

Câmara, aliás, permanece por tempo indeterminado na direção do INPE. Depois de oficializar seu pedido de saída, o MCTI previa definir seu substituto até dezembro. No entanto, a escolha do novo diretor segue sem definição.

O próprio ministro Raupp afirmou que não há prazo para que a decisão seja tomada.
O SindCT espera cobrar na próxima segunda-feira, quando se reúne com Raupp em Brasília, uma definição sobre o futuro do INPE.

“(A decisão do novo diretor) está demorando demais, sim. Essa é uma questão que iremos tratar na reunião”, disse Barbosa.

Ainda na segunda-feira, o INPE realiza uma reunião interna com coordenadores de todas as áreas.

Investimento - Este ano, o MCTI abrirá concurso público para reforçar o quadro de funcionários dos institutos de pesquisa de todo o país. O INPE receberá 120 profissionais.

O ministério tem cinco meses para lançar o edital para os cargos de analista em ciência e tecnologia, tecnologista, pesquisador, assistente em ciência e tecnologia e técnico.


Fonte: Site do Jornal “O VALE” - 02/02/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial