BNDES Vai Financiar Novo Centro de Inovação do ITA

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada hoje (28/02) no site do jornal “O VALE” destacando que o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai mesmo financiar o novo Centro de Inovação do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Duda Falcão

REGIÃO

BNDES Vai Financiar Novo
Centro de Inovação do ITA

Em visita a São José, presidente do banco anuncia apoio ao
projeto que já tem parceiras como Embraer, VSE e Braskem

Arthur Costa
São José dos Campos
28 de fevereiro de 2012 - 03:18

Victor Moriyama

O BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) vai participar da construção de um centro de inovação desenvolvido pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) em parceria com empresas do setor tecnológico em São José dos Campos.

O anúncio foi feito ontem pelo presidente do banco, Luciano Coutinho, que esteve em São José para ministrar uma palestra sobre as perspectivas da economia mundial na aula magna da instituição de ensino.

Os detalhes sobre a participação do BNDES ainda não estão definidos, bem como o custo do centro. As empresas parceiras do ITA no projeto, como Embraer, Braskem, VSE, entre outras, atualmente trabalham na formatação do projeto para entrega-lo ao BNDES.

“Estamos em estágio inicial de conversa”, disse o presidente do BNDES.

O centro poderá ser construído nas dependências do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial) ou na área do ITA dentro do Parque Tecnológico.
O presidente do BNDES afirmou que apoiará o projeto pela “excelência do ITA” na formação de talentos.

“Estamos abertos a pensar como fortalecer, ampliar, dobrar a capacidade deste instituto que polariza no seu exame de admissão o que há de mais criativo e capacitado entre os alunos brasileiros. Este instituto é a instituição de maior excelência dentro das instituições de excelência do país”, afirmou Coutinho.

Inclusão - A ideia do ITA é integrar seus alunos nas empresas participantes do centro de inovação desde os primeiros anos de curso por meio de convênios e bolsas de estudo.

“Temos alunos reconhecidamente talentosos. Vamos fazer com que esses meninos se envolvam seja numa Embraer, numa Braskem e demais empresas”, afirmou o reitor da instituição de ensino, Carlos Américo Pacheco.

Ampliação - A construção do centro de inovação é um projeto paralelo ao crescimento no número de alunos do ITA. A instituição prevê dobrar, a partir deste ano, seu número de estudantes nos próximos cinco anos. “Queríamos aumentar esse número de alunos o mais rápido possível, no entanto, há todo um processo que temos que aguardar como a abertura da licitação para a construção de um novo alojamento. Vamos crescendo aos poucos”, afirmou Pacheco.

O reitor lembrou que, no último vestibular da instituição, 570 estudantes atingiram nota suficiente para entrar no instituto, mas, pela limitação de vagas, 120 foram selecionados para os cursos.

“Podemos duplicar nosso número de alunos sem correr o risco de perder a qualidade do ensino”, disse.

Parcerias - Presente no evento do ITA, o presidente da VSE (Vale Soluções em Energia), James Pessoa, destacou a importância da criação do centro de inovação.

“Queremos ter uma maior relação com o ITA. Já trabalhamos juntos em alguns projetos, contratamos 15 engenheiros formados pelo ITA e queremos aproveitar essa parceria da melhor maneira possível”, afirmou Pessoa.

O vice-presidente de Tecnologia e Inovação da Braskem, uma das líderes mundiais em química sustentável, Edmundo Aires, também mostrou interesse em participar do desenvolvimento do centro.

“Já temos conversas com o ITA sobre química verde”, disse o executivo.


Fonte: Site do Jornal “O VALE” - 28/02/2012

Comentário: Uma excelente notícia para o ITA e para o Brasil. Entretanto, se queremos realmente desenvolver nosso Programa Espacial, não podemos deixar de utilizar um centro de inovação com esse. Assim sendo, esse centro terá também de se preocupar com projetos direcionados para área espacial em parceria com o INPE e o IAE, e não e tão somente para área aeronáutica, de energia e química, como parece indicar a notícia. Parabéns ao ITA e as empresas envolvidas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial