IAE Realiza Novos Ensaios da SARA Suborbital


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (21/05) no site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), destacando que divisões do instituto trabalham no ensaio estático da SARA Suborbital.

Duda Falcão


Divisões do IAE Trabalham no Ensaio Estático do

Satélite de Reentrada Atmosférica



21/05/2010


No dia 18 de maio o IAE realizou o ensaio estático da estrutura externa do Sara Suborbital, no Laboratório de Ensaios Estruturais (X-20) da Divisão de Sistemas Aeronáuticos (IAE/ASA). O experimento tem por objetivo a simulação dos carregamentos estáticos provocados pelas forças inerciais e forças aerodinâmicas, decorrentes do vôo ascendente e descendente da missão.

O ensaio, que possibilitou a verificação da resistência e rigidez da estrutura externa, utilizou um Modelo de Engenharia (ME) em escala real. As medições foram realizadas utilizando medidores de deslocamento (LVDTs) e medidores de deformação (strain gages). Com os dados obtidos será possível verificar a distribuição de tensões e deformações nas áreas críticas (com maiores concentrações de tensão) e correlacioná-las com os cálculos efetuados por elementos finitos.

Três condições de carregamentos foram aplicadas: carregamento de tração transversal, compressão na direção longitudinal e ambos os carregamentos de tração e compressão aplicados simultaneamente. Para a inserção dos esforços foram utilizados atuadores hidráulicos com intensidade das forças agentes 1,5 vezes maior do que as forças nominais em condições previstas para o vôo.

A estrutura externa do SARA Suborbital é constituída de componentes metálicos de alumínio, aço e também componentes com materiais compósitos. Na estrutura externa são utilizadas tanto junções parafusadas, quanto junções coladas com adesivo epóxi de aplicação aeroespacial.

A preparação do Modelo de Engenharia foi realizada pela Divisão de Integração e Ensaios (AIE) do IAE, sendo as diferentes partes do dispositivo de ensaio fabricadas pelas Divisões de Mecânica (AME) e de Sistemas Aeronáuticos (ASA), sob coordenação e supervisão da Divisão de Sistemas Espaciais (ASE). O Modelo de Engenharia, mesmo sob os carregamentos mais intensos, suportou todos os esforços sem apresentar qualquer indício de fratura ou dano estrutural, demonstrando a elevada resistência mecânica e estrutural deste subsistema.



Obs: Com informação da Equipe SARA


Fonte: Site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)

Comentário: Maravilhoso, parece que para SARA Suborbital as coisas estão acontecendo dentro do previsto e torcemos que a mesma seja realmente lançada ano que vem como divulgado pelo coronel Kasemodel em sua entrevista ao blog. Se isso acontecer exitosamente será a primeira vitória de grande significado mesmo a nível internacional do IAE antes mesmo do lançamento do VLS-1.

Comentários

  1. OLA so tenho uma duvida, se o SARA for lancado com sucesso (se Deus quizer e que)o Brasil vai se torna o decimo pais a lancar um satelite?

    en.wikipedia.org/wiki/Timeline_of_first_orbital_launches_by_country

    ResponderExcluir
  2. Olá Rafael!

    A resposta é não, pelo simples fato da "SARA Suborbital" não ser um satélite e sim uma plataforma suborbital para experimentos de Microgravidade. Entretanto, a partir da terceira SARA, esta Orbital e que ficará em orbita por um período de 10 dias ou mais, poderíamos considerá-la um satélite. Entretanto, até isso acontecer o Brasil já terá colocado um satélite no espaço. Essa "SARA Suborbital" que está sendo preparada agora ficará em ambiente de Microgravidade por apenas no máximo dez minutos, quando então retornará a Terra.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Mais o VLS nao vai ser lancado so em 2014 ou 2015 ?

    ResponderExcluir
  4. Olá Rafael!

    O foguete que lancará esta "SARA Suborbital" é um foguete de sondagem chamado "VS-40". O "VLS-1 XVT-01" será lançado no segundo semestre de 2012, somente com o primeiro e segundo estágios ativos. O "VLS-1 XVT-02" será lançado em 2013 com os quatro estágios ativos, mas somente com sensores para avaliação do vôo. Esses são os vôos tecnológicos do VLS-1. Finalmente em 2014 será lançado o "VLS-1 VO4" com um satélite abordo ainda não definido. O Programa SARA se estenderá até 2023, sendo que a proxima SARA Suborbital só será lançada 4 anos após a primeira, a primeira SARA Orbital quanto anos depois e a última só em 2023, quando então estará qualificada para sua fabricação em série. Esses são os planos do IAE, mas depende do governo.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022