Asteróides Ganharão Nomes de 5 Estudantes Brasileiros

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (17/05) no “Portal TERRA” destacando que asteróides serão nomeados com os nomes de cinco estudantes brasileiros pelo Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT).

Duda Falcão

Asteróides Ganharão Nomes de 5 Estudantes Brasileiros

Redação Terra

17de maio de 2010 16h21

Cinco estudantes brasileiros classificados em primeiro e segundo lugares em uma feira de ciências terão seus nomes eternizados no espaço. A homenagem será feita pelo Instituto de Tecnologia de Massachussets, o MIT, que batizará asteróides com os nomes dos jovens. Os asteróides foram descobertos pelo programa Linear do MIT que pesquisa objetos próximos à Terra.

Tamara Gedankien,17 anos, Alejandro Mariano Scaffa, 17 anos, Lucas Strasburg Ferreira, 18 anos, Eduardo Trierweiler Boff, 18 anos e William Lopes, 20 anos, foram os melhores colocados na feira de ciências Intel ISEF. Esta foi a primeira vez que estudantes brasileiros conquistaram o primeiro lugar na feira.

O primeiro lugar ficou com Tamara que, além de ter seu nome em um asteróide, ainda ganhou US$ 8 mil por ser a primeira colocada e melhor na categoria Ciências Sociais com o estudo de caso sobre os efeitos da contextualização sociocultural no aprendizado de matemática. A estudante foi premiada também com uma bolsa de estudos no valor de US$ 15 mil por ano para estudar em uma universidade americana.

O estudante Alejandro Mariano Scaffa foi o primeiro colocado na categoria bioquímica com o estudo sobre o melhoramento da produção de etanol por meio da esterilização da cana de açúcar. Ele recebeu o prêmio total de US$ 8 mil.

William Lopes foi o segundo colocado em microbiologia com o projeto de utilização do fungo Aspergillus Níger no tratamento de efluentes. O estudante recebeu US$ 1,5 mil pelo projeto que analisa o processo tecnológico que utiliza organismos na remoção de poluentes.

Os estudantes Lucas Strasburg Ferreira e Eduardo Trierweiler Boff, ambos de 18 anos, foram premiados com US$ 1,5 mil pelo segundo lugar com o projeto em grupo que prevê a construção de uma prótese de pé mecânico com materiais alternativos e baixo custo, para pessoas que sofreram amputação de membros inferiores.

Fonte: Portal TERRA - 17/05/2010

Comentário: Parabéns aos jovens brasileiros não só pelos prêmios conquistados, mais principalmente por terem seus nomes eternizados na homenagem do MIT. Sucesso a todos vocês.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial