AEB e CNPq Lançam Edital para o Setor Espacial


Olá leitor!

Segue abaixo uma nótícia postada hoje (13/05) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que a agência e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançaram nesta quinta-feira (13), um edital para apoiar projetos voltados à fixação, formação e capacitação de especialistas para o setor espacial.

Duda Falcão

AEB Incentiva Pesquisa na Área Espacial

AEB - 13/05/2010


A Agência Espacial Brasileira (AEB e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnólógico (CNPq) lançaram nexta quinta-feira (13), edital para apoiar projetos voltados à fixação, formação e capacitação de especialistas para o setor espacial. No total serão destinados recursos da ordem de R$ 13 milhões, com desembolso de R$ 6 milhões em 2010 e R$ 7 milhões em 2011.

O Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), em mais de quatro décadas de história, conseguiu exito na formação de pesquisadores e técnicos, com excelência internacionalmente reconhecida em várias áreas de conhecimento científico e tecnológico. Atualmente, cerca de três mil especialistas brasileiros atuam no governo e na indústria.

Os recursos são oriundos dos Fundos Setoriais (FNDCT) do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e foram resultado de gestões feitas pela AEB junto ao Comitê de Coordenação dos Fundos Setoriais do MCT. Podem se candidatar pesquisadores vinculados à instituições integrantes do Sistema Nacional do Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE) e envolvidos em projetos estratégicos do PNAE, relacionados diretamente com o desenvolvimento de veículos lançadores, satélites e seus equipamentos e sistemas de solo e operação e controle de centros de lançamento, incluindo-se também atividades de avaliação de conformidade, de extensão inovadora e transferência de tecnologia para a indústria.

Os pesquisadores devem ter experiência mínima de 15 anos em projetos de desenvolvimento tecnológico, avaliação de conformidade ou lançamentos espaciais e ainda ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes. O apoio compreenderá a concessão de bolsas de fomento tecnológico e extensão inovadora e de auxílio para despesas de pesquisa, com duração máxima de 48 meses e com custo, por projeto, no valor de R$ 300 mil. As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq exclusivamente via internet, por intermédio do Formulário de Propostas Online, disponível na Plataforma Carlos Chagas (http://carloschagas.cnpq.br/) até o dis 28 de junho. A divulgação dos resultados estarão disponíveis na página do CNPq a partir de 20 de julho.

A concessão de bolsas visa reduzir o índice de evasão e elevar a taxa de fixação dos pesquisadores, técnicos e especialistas nos institutos de pesquisas que integram o Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais; fortalecer e ampliar a capacitação das pesquisas de projeto envolvidas nas atividades de desenvolvimento de veículos lançadores, satélites e seus equipamentos e sistemas de solo e operação e controle de centros de lançamento; formar competencia nacional nas áreas consideradas imprescindíveis para o domínio sobre as atividades espaciais e suas aplicações e implementar cursos de Engenharia Espacial voltados à formação de recursos humanos.

O Edital está disponível no site: http://www.cnpq.gov/


Fonte Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Boa notícia para o Programa Espacial Brasileiro e como tal tem de ser elogiada. No entanto, pelos valores envolvidos é ainda uma iniciativa muito tímida que precisa ser urgentemente melhorada e muito. Vamos torcer que isto venha ocorrer nos próximos anos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial