Ganem Diz que o Brasil Precisa de Tecnologia Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (28/05) no site do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destacando que segundo o presidente da AEB, Carlos Ganem, a pesquisa científica, o ensino à distância, notícias online e até mesmo a transmissão da Copa do Mundo em tempo real não existiriam sem a tecnologia espacial.

Duda Falcão

Notícias Online e Transmissão da Copa não

Existiriam sem o Espaço Brasileiro

28/05/2010 - 15:22

A pesquisa científica, o ensino à distância, notícias online e até mesmo a transmissão da Copa do Mundo em tempo real, sem o espaço, não existiriam, disse o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCT), Carlos Ganem, na sessão Espaço, Defesa e Segurança Nacionais, na 4ª Conferência, Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (4ª CNCTI), que se encerra hoje (28), em Brasília (DF).

Ganem lembrou que o Brasil foi o quarto País a abraçar a questão espacial, ressaltando que a área gera empregos com elevado nível de qualificação, produtos de alto valor agregado e que movimentou US$ 257 bilhões, só em 2008. Devido a importância para a sociedade, Ganem defende que tecnologias e aplicações espaciais, sistemas de observação da Terra, segurança alimentar e educação precisam e devem estar na agenda do Estado brasileiro.

“A CNCTI não é uma conferência de auto-ajuda, mas de constatações que precisam ser consideradas. Nós defendemos uma ciência aplicada para valorização do espaço brasileiro, que seja capaz de movimentar-se na mesma direção das idéias apontadas pelo ministro Sergio Rezende, em favor da sociedade,” disse o presidente da AEB.

Fonte: Site do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)

Comentário: Bom leitor, a verdade é que mesmo com o boom que o setor da ciência e tecnologia do país alcançou nestes últimos três anos, o Programa Espacial Brasileiro continua sendo o “patinho feio” de todo setor, quando deveria ser junto com o Programa Nuclear a mola mestra de desenvolvimento de todas as áreas científicas e tecnológicas do país. Não é por acaso que toda vez que o senhor Carlos Ganem tem uma oportunidade de defender sua instituição publicamente gasta a maior parte do tempo num chororó mais que justificável. Basta notar que nem no site da Conferência, Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação que ocorre até hoje em Brasília o PEB teve sua importância reconhecida, já que foi uns dos setores escolhidos para não ter sua sessão correspondente (Espaço, Defesa e Segurança Nacionais) transmitida ao vivo em detrimento a sessão de outros setores. Lamentável!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial