Em Primeira Mão Blog Apresenta Fotos do Modelo de Vôo do NanosatC-Br1

Olá leitor!

Trago agora para você em primeira mão quatro fotos exclusivas dos testes finais realizados no dia de ontem (27/03) no Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) com o modelo de vôo do primeiro cubesat brasileiro, o NanosatC-Br1.

Segundo informação do Coordenador do Projeto no INPE, o Dr. Otávio Durão, o NanosatC-Br1 teve seus testes térmicos, de termo vácuo e de vibração, encerrados com total sucesso no dia de ontem no LIT, e agora o cubesat será embalado para no dia 28/03 ser enviado para a Holanda, onde serão realizados outros testes em conjunto com alguns dos outros cubesats que voarão junto com o NanosatC-Br1 na mesma interface com o lançador russo/ucraniano, de onde então finalmente será embarcado para a Rússia para ser lançado em 19/06 (previsão).

As duas primeiras fotos abaixo o Dr. Durão nos informa que são referentes aos testes de vibração com o cubesat em sua interface com o lançador, para assim emular a situação de lançamento, e nas duas fotos seguintes, o NanosatC-Br1 aparece em um suporte mecânico na câmara de termo vácuo, onde se pode notar os seus painéis e células solares.

Complementando, o Dr. Durão nos informa também em primeira mão que o NanosatC-Br1 irá ao espaço pesando apenas 965 gramas.

Blog BRAZILIAN SPACE agradece ao Dr. Otávio Durão e toda equipe do CRS-INPE e da UFSM pela atenção dispensada, desejando desde já sucesso na missão.

Duda Falcão



Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

  1. Duda e PessoAll,

    Até onde eu saiba, as plataformas dos CubeSats são multiplicáveis, ou seja, um CubeSat do tipo U1, é um cubo de 10 x 10 x 10, um CubeSat do tipo U2, é na verdade, a junção de dois desses cubos, um tipo U3 é a junção de três deles, e assim sucessivamente...

    Observando a foto (a segunda especificamente), fiquei com a impressão de que esse "NanosatC-Br1" seria a junção de um cubo e meio...

    É isso mesmo? Acho que já vi configurações usando esse conceito de "meio cubo" em outros CubeSats.

    Alguém aí sabe esclarecer?

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcos!

      É apenas impressão, o NanosatC-Br1 é U1. Já o NanosatC-Br2 que já se encontra em desenvolvimento (eu espero conhecê-lo 'in loco' esta semana) será de U2, tá ok?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial