Cometa Jacques é do Brasil-sil-sil

Olá leitor!

Segue abaixo um artigo postado ontem (14/03) no blog “Mensageiro Sideral” do site do Jornal Folha de São Paulo, dando destaque a descoberta do segundo cometa brasileiro pelo grupo de astrônomos do Observatório SONEAR, em Minas Gerais.

Duda Falcão

Cometa Jacques é do Brasil-sil-sil

Por Salvador Nogueira
14/03/2014 - 13:49

Fotos: Blog Mensageiro Sideral
O belo telescópio do observatório SONEAR sob a luz do luar.

Muitas descobertas acidentais foram feitas na história da ciência. Mas quando um grupo faz duas descobertas seguidas, em curto espaço de tempo, não há acidente. Só a competência técnica explica. Esse é o caso do cometa Jacques, o segundo descoberto pelo Observatório SONEAR, em Minas Gerais. O achado acaba de ser confirmado pela IAU (União Astronômica Internacional).

Já contamos aqui a descoberta do primeiro cometa 100% nacional, descoberto pela equipe do SONEAR no começo do ano. Naquela ocasião, os astrônomos amadores liderados por Cristóvão Jacques haviam identificado o objeto, mas não tinham certeza de sua natureza cometária. Quando isso acontece, as regras de nomenclatura sugerem que o cometa leve o nome do observatório que primeiro reportou sua existência. Por isso, ele se tornou o cometa SONEAR. Nesta segunda descoberta, logo de cara foi possível identificar uma coma (uma atmosfera tênue em volta do objeto, fruto da evaporação de material volátil do objeto) nas imagens produzidas em Oliveira, no interior de Minas Gerais. Resultado: após outros astrônomos espalhados pelo mundo confirmarem o achado, o cometa foi batizado oficialmente com o nome de seu descobridor. C/2014 E2 JACQUES.

Imagem do cometa Jacques obtida por trio de astrônomos
amadores com telescópio na Austrália.

Um novo cometa descoberto pelo mesmo grupo em tão pouco tempo denota dois fatos: primeiro, o da eficiência incontestável do sistema de buscas implementado pelo SONEAR. Segundo, o da pouca concorrência que esses astrônomos estão encontrando no hemisfério Sul. Com o céu austral inteiro para eles, não tardará até que eles produzam números superlativos de descobertas.

Não custa lembrar a importância do monitoramento de asteroides e cometas para efeito de proteção planetária. Se um objeto for detectado em rota de colisão com a Terra, temos a chance de preparar um plano de desvio (recentemente o Mensageiro Sideral abordou uma ideia para isso, aqui). Caso ele chegue sem aviso, só nos restará chorar o leite derramado (isso se alguém ainda estiver vivo para lamentar).

Igualmente notável é o fato de que o SONEAR é um observatório com 100% de financiamento privado. Pesquisa científica de altíssima qualidade movida a empreendedorismo e a ousadia. Parabéns a Cristóvão Jacques, Eduardo Pimentel e João Ribeiro pelo mais novo achado.



Fonte: Blog “Mensageiro Sideral“ – http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br

Comentário: Pois é leitor, enquanto o PEB afunda cada vez mais nas fantasias do governo dessa presidentA petista, a Astronomia do país incrivelmente avança ano a ano.

Comentários

  1. O GRUPO CEFAB parabeniza os astrônomos brasileiros do SONAER/MG.
    O pesquisador tem o dever de encontrar na busca, em nome da ciência , a existência com base lógica, e não o que ele acha que deveria existir.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial