Conheça as Obras no CLA Aprovadas Pelo IBAMA em Agosto do Ano Passado

Olá leitor!

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) emitiu no início de agosto do ano passado uma importantíssima licença com duração de três anos, permitindo que a Agência Espacial Brasileira (AEB) realizasse obras de instalação de diversas edificações complementares  no Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA). A licença de instalação de número 956/2013 especificava as seguintes obras a serem realizadas:

* Instalação de um aeródromo com terminal de cargas, armazém alfandegário, pátio para estacionamento de aeronaves, terminal de passageiros e instalações complementares;

* Construção de uma estrada interna, localizada na área de apoio do aeródromo, bem como a revitalização das estradas do Setor de Controle e comando  (SCC) e do Setor de Preparação e Lançamento (SPL);

* Edificação da Vila Tapireí: Escola de educação fundamental, creche, pré-escola e a conclusão de 31 casas com estação de tratamento de esgoto;

* Implantação de um sistema de coleta e tratamento de resíduos sólidos;

* Criação de um setor de preparação e lançamento (SPL), com depósito de propulsores e prédio para controle e de preparação e lançamentos;

* Construção de um Setor de Comando e controle com posto médico, estação de tratamento de esgoto, oficina e almoxarifado, além de um Centro Esportivo e Social.

Além disso, antes que essa informação cause dúvidas em nosso leitor, vale dizer que essas obras não tem nada haver com o “Complexo de Lançamento do Trambolho Tóxico Ucraniano Cyclone-4”, apesar de algumas delas beneficiarem indiretamente esse acordo desastroso.

Entretanto caro leitor a pergunta que fica é: "Será que as obras já estão em curso?"

Duda Falcão


Fonte: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) 

Comentários

  1. E aquele problema com as áreas quilombolas? Será que já foram resolvidos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Essas obras não tem nada haver com a confusão com as comunidades quilombolas, pois todas elas serão realizadas na área do CLA e não nas áreas que estão em questão com as comunidades. Quanto a confusão citada, creio que as coisas continuam na mesma.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Também já esgotei minha paciência com esses assuntos. Cada vez que eles ressurgem reacendem meu inconformismo.

    Aqui as coisas funcionam totalmente ao contrário. A coisa deveria funcionar assim: o governo manda um oficio para o IBAMA, INCRA e demais órgãos que hoje em dia só atendem a interesses demagógicos, dizendo assim: "O Brasil necessita de um centro de lançamentos de foguetes com as seguintes características (incluindo aí o fato de ser próximo à linha do equador, claro). Deveria caber a esses órgãos retornar apenas o local onde o país pudesse instalar o tal centro de lançamento. Ponto final.

    Mas essa lógica, é claro, é muito complicada. Então eles criam um centro de lançamento para DEPOIS tentar legalizá-lo segundo todos esses interesses, o que obviamente é IMPOSSÍVEL.

    Aí nós passamos a observar a lista das obras, e vem a pergunta: alguém consegue explicar qual é o motivo de se criar a tal "Vila Tapireí: Escola de educação fundamental, creche, pré-escola e a conclusão de 31 casas com estação de tratamento de esgoto" dentro de um centro de lançamento de foguetes ??? Então estão usando o PEB para interesses de assistencialismo populista e fica tudo por isso mesmo ???

    Eu continuo dizendo. Um centro de lançamento é o que o nome indica, um centro de lançamento de foguetes. Não deveriam existir agro-vilas e muito menos creches ao seu redor, que dirá dentro deles. Imaginam no caso de um acidente. Em nome desse assistencialismo, estão criando um ambiente de tragédia anunciada.

    E todos se calam !!! Ninguém levanta a vós contra isso. Depois que a tragédia ocorrer, pra mim vão ser TODOS cúmplices.

    Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ja tou imaginando os conselhos dos cientistas experientes para os novatos:

      "Se voce quiser adentrar no mundo da ciencia brasileira pense num videogame sem graca, onde aparecem do nada dezenas de obstaculos burocraticos ateh conseguir concluir o jogo. Aqui vai um walktrought dos experts:

      1) A falta de recursos e de incentivo a pesquisa eh o primeiro big boss, e tem ateh alguns neguinhos que estao jogando a muito tempo e ainda nao passaram essa fase.

      2) O segundo obstaculo sao as leis labirinticas. Para viabilizar um projeto espere correr atras alguns anos ateh que seja concluido, porque as leis de incentivo a ciencia sao na verdade um desincentivo, mas o enredo do jogo so permite que voce veja o tamanho da dificuldade quando se depara com os varios desafios desse nivel. O arqui-inimigo nessa fase sao as varias ofertas estrangeiras que nao somente oferecem mais por menos trabalho como ainda procuram criar obstaculos diplomaticos para que a ciencia avance a passo de tartaruga.

      3) Outro big boss eh o sistema de compadres intricado que so permite que voce passe, ou se sujando e mergulhando de cabeca e sem segurar a respiracao no sistema corrupto de politicagem (perdendo meia-vida logo ai), com o risco de se conseguir passar esse obstaculo sem se sujar ter ainda de aguentar alguns anos, senao quase uma vida, tentando fazer valer o teu projeto como essencial junto aos orgaos de pesquisa brasileiros, tendo que aguardar pelos recursos do governo que quase nunca saem. quando saem tem ainda os bugs surpresa em forma de IBAMA, movimento quilombola, Greenpeace, e qualquer outro tipo de inimigo lesa-patria cuja funcao exclusivamente eh fazer com que a ciencia nao avance ou trave.

      4) Por fim existe ainda as intemperies politicas, e esse eh o nivel mais complicado, visto que os interesses dessa classe e as mudancas historicas e legeslativas dificeis de prognosticar podem praticamente te fazer perder o jogo tendo que voltar ao inicio se o assunto nao lhes tocar ou garantir votos"


      Talvez assim numa linguagem bem jovem eles percebam de cara naquilo que estao entrando. Mas sei que teve muito neguinho dedicado, que apesar de ter comido o pao que o diabo amassou conseguiu algumas vitorias importantes na ciencia do Brasil e sao esses que podem inspirar os novos players a seguirem em frente nesse complicado game da ciencia brasileira.

      Excluir
    2. Boa ! Se não for isso, é bem próximo.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial