Câmara Brasil-Alemanha Premia Iniciativas Inovadoras

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (09/07) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que iniciativas inovadoras na Área Aeroespacial estão contempladas no Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação de 2014.

Duda Falcão

Câmara Brasil-Alemanha Premia
Iniciativas Inovadoras

CCS com informações da AHK-SP


Brasília, 9 de julho de 2014 – Iniciativas inovadoras na área aeroespacial estão contempladas no Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação de 2014, que tem período de inscrição aberto até 22 de agosto próximo por meio do site www.inobrasilalemanha.com.br

Criado pelo Departamento de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha (AHK-SP), o prêmio visa a identificar e reconhecer esforços inovadores realizados por empresas brasileiras e alemãs instaladas no país.

Os projetos serão avaliados pelo seu grau de inovação e por aspectos como ineditismo, impacto na empresa, na sociedade e no meio ambiente, assim como possíveis relações com instituições alemãs utilizadas para o seu desenvolvimento.

Para a direção do Departamento de Inovação da AHK-SP, o Prêmio é uma iniciativa que objetiva aumentar a visibilidade de projetos inovadores desenvolvidos no Brasil, incentivando o crescimento da competitividade por meio da inovação e apoiando o intercâmbio tecnológico e de conhecimento entre o Brasil e a Alemanha.

As três primeiras colocadas receberão uma avaliação pela Porsche Consulting, envolvendo diagnóstico e consultoria. A grande vencedora terá o direito de indicar um representante para viajar à Alemanha e participar de feira internacional a ser definida pela AHK-SP de acordo com sua área de atuação.

A AHK é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre Brasil e Alemanha. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Hummmm, parece-me interessante essa iniciativa, principalmente por estar aberta a empresas brasileiras do setor aeroespacial. Quem sabe daí não sai um projeto apoiado por esse prêmio em alguma área de tecnologia crítica como propulsão líquida. Mesma não sendo exatamente algo inovador, a tecnologia de propulsão líquida precisa avançar rapidamente no Brasil e empresas como a Orbital Engenharia, Edge of Space, Airvantis, Acrux, já desenvolvem ou planejam desenvolver projetos de motores que aguardam por recursos financeiros.  Vale lembrar que a Orbital Engenharia, por exemplo, teve o projeto do Motor Liquido L15 (estava sendo desenvolvido em parceria com o Instituto de Aeronáutica e Espaço - IAE) adiado no ano passado justamente por falta de recursos financeiros, quando já se encontrava em fase final de desenvolvimento. Não se faz um programa espacial consistente e eficiente que envolva o uso de veículos lançadores de satélites sem o domínio da tecnologia de propulsão líquida. Projeto nacionais já existem (inclusive usando tecnologias verdes que neste caso seria uma inovação) no IAE e nas pequenas e médias empresas brasileiras, mas precisam de recursos financeiros para que possam torna-se realidade. Quem sabe esse prêmio seja uma boa oportunidade, já que dessa Agência Espacial de Brinquedo (AEB) e desse governo desastroso, dificilmente esses projetos terão o apoio que necessitam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro