Rede Social Divulga Produção Astrofísica Brasileira

Olá leitor!

Segue agora uma nota postada ontem (21/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que Rede Social divulga Produção Astrofísica Brasileira.

Duda Falcão

Rede Social Divulga Produção
Astrofísica Brasileira

Raphael Rocha
Ascom do MCTI
21/07/2014 - 10:30

Com o objetivo de promover a divulgação científica tendo como pano de fundo as pesquisas atuais em astrofísica desenvolvidas em instituições brasileiras, o pesquisador Raimundo Lopes de Oliveira, professor do Programa de Pós-Graduação em Astronomia/Astrofísica do Observatório Nacional (ON/MCTI), criou a comunidade Eco dos Astros no Facebook. 

Para o pesquisador, que também é professor do curso de Graduação em Astronomia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a produção acadêmica do país nessa área do conhecimento tem forte inserção e reconhecimento internacional. “É obrigação da comunidade científica tornar o conhecimento transparente dentro de nosso país, em especial do que é produzido dentro de nossas fronteiras e que é feito fundamentalmente com dinheiro público. E o projeto Eco dos Astros tem uma identidade bastante clara: promover divulgação científica”, afirma.

A página divulga resultados de pesquisas brasileiras publicadas em revistas cientificamente indexadas levando ao público geral conhecimento sobre a investigação científica feita no país. Segundo Oliveira, a ideia de criar a comunidade surgiu em abril e foi implementada no mesmo mês.

Na avaliação do pesquisador, a página contribui para a formação de uma “sociedade consciente” ao promover o conhecimento científico. “O projeto pretende contribuir para aproximar as pessoas da ciência – nesse caso, com o olhar da astrofísica”, comenta.

O site do projeto deve ser lançado em breve. “Esse é um dos papéis das universidades e instituições de pesquisa, e esperamos contribuir nesse sentido. Só com acesso facilitado a essas informações é que podemos esperar que a sociedade tenha como julgar de modo consciente a ciência brasileira, em um caminho, espero, de reconhecimento e valorização”, diz.

Vertentes

De acordo com Raimundo Lopes de Oliveira, a comunidade científica em astrofísica brasileira abarca todas as vertentes dessa área. Isso inclui estudo de objetos do Sistema Solar e descoberta de planetas em sistemas extrassolares, estudos de estrelas, galáxias, gases e poeiras astrofísicas, matéria e energia escura, formação e evolução do universo, em âmbitos teóricos e observacionais.

“Atualmente, por exemplo, diversos telescópios espalhados pelo mundo estão apontados na direção da estrela Eta Carinae para observar mais uma vez uma variação clássica em seu sistema que foi descoberta por um brasileiro, o professor Augusto Damineli, da Universidade de São Paulo [USP]. É uma campanha internacional”, afirma.

Saiba mais sobre o evento Eta Car.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022