Aerojet Rocketdyne Tests 1 Newton Thruster for Green Propellant Infusion Mission

Hello reader!

It follows a note published on today (07/22), in the site "www.space-travel.com", highlighting that Aerojet Rocketdyne tests 1 Newton Thruster for Green Propellant Infusion Mission (GPIM).

Duda Falcão

ROCKET SCIENCE

Aerojet Rocketdyne Tests 1 Newton Thruster
for Green Propellant Infusion Mission

by Staff Writers
Sacramento CA (SPX) Jul 22, 2014

Aerojet Rocketdyne has successfully completed a hot-fire test on its flight-representative 1 Newton (1N) thruster at our specially designated green propellant facility in Redmond, Washington.

The test is a key milestone leading to on-orbit testing of the Green Propellant Infusion Mission (GPIM), which will demonstrate a "green" propellant, known as AF-M315E, in a space environment. AF-M315E is designed to eventually replace hydrazine systems in use today.

"This successful test was a critical step toward building flight-ready hardware for the GPIM mission," said Roger Myers, executive director of Advanced In-Space Programs at Aerojet Rocketdyne.

"We look forward to working with our customer to provide a thruster that will enable safer, more cost effective in-space missions, while providing enhanced in-space propulsion performance."

The 1N thruster tested was a flight-representative unit that demonstrated a full and wide range of operating conditions.

Aerojet Rocketdyne, working with its prime contractor, Ball Aerospace and Technologies Corp. and co-investigators from several NASA centers and the U.S. Air Force, will provide a full-propulsion system for the GPIM mission, including four 1N thrusters and one 22 Newton (22N) thruster.

During the GPIM mission, the 22N thruster and four 1N thrusters will fire simultaneously to initiate orbit inclination and altitude changes on the satellite. Aerojet Rocketdyne is slated to test a flight-representative 22N thruster later this year at its Redmond facility.

"Completing this milestone is another example of the tremendous team that is assembled across industry and the government to work on this revolutionary project," said Jim Oschmann, vice president and general manager, Civil Space and Technology at Ball.

The AF-M315E green propellant, developed by the U.S. Air Force Research Laboratory at Edwards Air Force Base in California, significantly reduces toxicity over hydrazine monopropellant and bipropellant systems.

It also simplifies operating and handling of the thrusters and spacecraft, while providing a safer environment for those working on the hardware. In addition, AF-M315E offers greater efficiency and performance.



Comentário: Pois é leitor, como você mesmo pode ver o mundo segue na busca pelo uso da tecnologia de propulsão verde. Está é uma clara demonstração de que o uso da Hidrazina no espaço está com seus dias contados, como já acontece com o seu uso em motores-foguetes de veículos lançadores que atuam dentro da atmosfera terrestre, sendo talvez o único projeto em curso que foge a esta regra o projeto do trambolho tóxico ucraniano Cyclone-4, projeto este apoiado irresponsavelmente pelo desgoverno DILMA ROUSSEFF. No Brasil a tecnologia de propulsão verde vem sendo pesquisada no IAE e pela empresa paulista Edge of Space, onde talvez esteja à tecnologia nessa área mais avançada do país, e onde já se produz motores verdes. Vale dizer inclusive que a Edge Of Space tem um projeto de um veículo lançador de picossatélites (tipo os tubesats) chamado “PI”, que é movido a propulsão líquida verde e que com pouco menos de 1 milhão de dólares poderia realizar seu voo de qualificação, meta esta que poderia ser atingida em pouco mais de dois anos, mas que infelizmente não tem sido possível por falta dos recursos necessários para atingir esse objetivo. Poxa, será que não tem no Brasil uma empresa ou uma pessoa física interessada em investir no futuro e nesse negócio altamente rentável? Caso tenha esteja à vontade para procurar o Eng. José Miraglia através do site da empresa: http://www.edgeofspace.org/

Comentários

  1. Duda

    Muito obrigado.
    Aguardo contato de interessados, temos vários projetos engatilhados mas que necessitam de recursos, investidores serão muito bem vindos.

    Miraglia
    www.edgeofspace.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eng. Miraglia!

      Não há de que amigo, estamos aqui para tentar ajudar, já que infelizmente o nosso governo é um desastre e está mais interessado em fazer populismo. Boa sorte!

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial