O XIII WAI do IEAV, o Ministro Banana e o Novo 14-X

Olá leitor!

Apesar de cansativo e demorado, o trabalho de investigador na net traz resultados que não esperamos, mas que são algumas vezes muito satisfatórios, e certamente sentirei muita falta disso com o fim do blog.

Como noticiado aqui anteriormente, o Instituto de Estudos Avançados (IEAv) do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica (COMAER), realizará nos dias 26, 27 e 28/06 (se inicia hoje) o “XIII Workshop Anual de Pesquisa e Desenvolvimento do IEAv (XIII WAI)”, evento esse que de maneira geral, possui dois objetivos principais: o primeiro, de caráter técnico, é a apresentação de trabalhos realizados no IEAv por meio de pôsteres e por meio impresso, com o intuito de divulgar as atividades do instituto tanto internamente como externamente; o segundo, de caráter institucional, é a formação de um fórum de discussões em torno de um tema de importância para o instituto no momento.

No entanto, antes mesmo do início do evento, mas precisamente em Abril, o IEAv lançou o “Caderno de Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento do IEAv  - Volume 6 - Mar/2012 - Abr/2013”, documento esse editado anualmente que está associado às atividades realizadas neste workshop, e onde o leitor poderá observar o quanto é importante e estratégico para o país esse instituto de vanguarda.

Apesar de sua importância, o IEAv, junto com o IAE, INPE, IME, IPqM, o Centro Experimental de Aramar, entre outros, estão sofrendo grave ameaça, devida a estúpida decisão desse governo desastroso de se permitir a instalação do “Centro Tecnológico da Boeing” no país, que na realidade é nada mais, nada menos, que uma base de operações da CIA, e pior, assinando acordos entre esse centro e os institutos do DCTA, além do INPE, que permitirá livre acesso construindo uma espécie de 'AVENIDA BRASIL' para as operações escusas  dessa agência de inteligência americana.

Coisa, aliás, que já foi até mesmo percebido pelo 'banana' do nosso Ministro da Defesa, que em entrevista a Folha de São Paulo (veja aqui) na semana passada, disse desconfiar que pode ter sido alvo de escutas telefônicas no passado, não só entregando o ouro ao bandido, como também demonstrando o quanto é ingênuo e despreparado para ser ministro dessa importantíssima pasta para a segurança de nosso país.

Entretanto, falando de coisa boa e inédita para a maioria de nós, simples representantes do povo, trago para você leitor uma informação que aparentemente demonstra que pode ter havido mudanças no projeto e na programação inicial de voos do Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X (VHA 14-X).

Pois é leitor, até onde sabíamos a programação inicial previa o lançamento do modelo do 14-X (amplamente divulgado na mídia) em quatro voos atmosféricos que atingiriam a altitude de 30 km numa velocidade correspondente a Mach 7.

No entanto, segundo o documento do IEAv agora divulgado, o plano passará a ser realizado ao que parece em três voos nas mesmas características, mas com três diferentes modelos de 14-X. São eles:

Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X (VHA 14-X)
Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X B (VHA 14-X B)
Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X S (VHA 14-X S)

Pois é leitor a coisa parece ter mudado, mas infelizmente o documento não diz quando será realizado o primeiro voo do projeto, e infelizmente começo achar que o mesmo é tão incerto quanto o voo do VLS-1 VSISNAV, mas vamos aguardar e torcer que eu esteja errado, é o que nos resta fazer.

Duda Falcão


Fonte: Instituto de Estudos Avançados (IEAv)

Comentários

  1. Pelo menos esse último esclarecimento providenciou algumas respostas sobre esse projeto sobre o qual nada sabíamos. Confesso que o terceiro modelo parece bastante uma espaço-nave de filmes de ficção cientifica e o modelo é bastante atrativo. Esperemos que o projeto em si não fique somente no nesse campo (da ficção cientifica) e que desponte para algo concreto e maior. Você tem continuado a contatar o gerente de projeto Duda?

    Nós já vimos que outros países estão levando isso bastante a sério. E vemos já experimentos planeados pelos europeus, australianos, e o sucesso dos americanos (pelo menos nessas primeiras fases). Seria uma ótima publicidade para a ciência do país e para o exército brasileiro se o projeto mostrasse resultados. Eu ainda reservo esperanças para que seja cumprido o voo, senão neste ano, em 2014.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Israel!

      Respondendo a sua pergunta, não amigo, parei de tentar pois estou com duas entrevistas na rua muito importantes que estão demorando, mas logo que pelo menos uma delas chegue em minhas mãos, voltarei a insistir com o IEAv.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Deixa-me só dar uma opinião, que parece ser relevante.

    É bom termos cuidado quando falamos de espionagem dos EUA. Não que ela não exista, mas porque com certeza não é o único país que o faz. Vi a noticia do Ministro da Defesa, e alerto para o fato da desinformação e das medidas ativas, que são uma tática bem comum e de viés esquerdista/socialista.

    Um grupo chamado "Tradutores de Direita", fez questão de legendar um vídeo sobre esse assunto, alertando sobre possíveis atos de desinformação feitos por socialistas (e aqui no Brasil conhecemos o tal Foro de São Paulo, que de certa forma faz renascer na América Latina o impulso socialista após a queda do Muro de Berlim). Apresento aqui o vídeo, procurando esclarecer que embora os americanos tenham parte de estratégias de espionagem, muitas informações são altamente manipulada, distorcidas, criadas, ou exageradas (o Wikileaks é dos melhores exemplo desse tipo de contra-informação). Senão vejam neste video.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Israel!

      Entendo o que diz e concordo em parte, mas aqui a situação é outra.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Sim. Se trata da Boing, e eu não deixo de partilhar a tua opinião. Mas veja bem essa noticia, postada no mesmo site, que defende a benesse dos submarinos russos banharem a nossa costa, mas vêm como "ameaça" os submarinos americanos. Não quero tirar o foco do excelente trabalho investigativo que você fez, mas simplesmente chamar a atenção a esse fato. Espero que este assunto que eu trouxe morra aqui, e se comente sobre o teu excelente artigo que merece atenção especial.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial