Lab. do INPE Analisará Qualidade do Ar e Química das Chuvas

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (19/06) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o laboratório de pesquisa do INPE analisará qualidade do ar e química das chuvas.

Duda Falcão

Laboratório de Pesquisa do INPE Analisará
Qualidade do Ar e Química das Chuvas

Quarta-feira, 19 de Junho de 2013

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) se prepara para tomar parte na rede de observação de qualidade atmosférica da Organização Meteorológica Mundial (WMO). Para isso, será instalado em sua unidade de Cachoeira Paulista um ponto de observação que contará com equipamentos para coleta de água da chuva e amostras de gases, incluindo os de efeito estufa e aerossóis, que serão analisadas pelos pesquisadores do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do INPE, em São José dos Campos.

“Estamos implantando nosso Laboratório de Pesquisa em Biogeoquímica Ambiental”, conta a pesquisadora Maria Cristina Forti, do CCST/INPE. Ela explica que serão seguidos os protocolos de coletas e análises químicas internacionais, tanto na calibração dos instrumentos como na metodologia utilizada ou desenvolvida no Brasil.

O ponto de observação no INPE de Cachoeira Paulista será o primeiro em território nacional e o segundo na América Latina – a Argentina já possui um de acordo com os padrões do programa para a Observação da Atmosfera Global (GAW). Os pontos, entretanto, servem para a coleta dos dados e amostras ambientais, que após seguem para o laboratório do CCST/INPE para realização de análises físicas e químicas. Este projeto recebe recursos da FAPESP.

“O nosso deve ser o primeiro laboratório analítico credenciado na América Latina”, diz a pesquisadora do INPE. “Para realizar as análises químicas das soluções aquosas dessas estações, já estamos trabalhando com os diferentes protocolos para credenciar nosso laboratório e, assim, sermos referência regional neste tipo de análise”.

Reunião

Como preparação para a entrada do INPE na rede mundial do programa GAW, Maria Cristina Forti participou em maio da reunião do Grupo de Assessoramento Científico para a Química da Precipitação (SAG) da Organização Meteorológica Mundial (WMO), em Chicago.

“Esta é a segunda reunião da qual participo, visando a implantação desta rede de observação de qualidade atmosférica”, fala a pesquisadora do INPE, que na ocasião também esteve na Central Analítica do Laboratório Estadual de Estudos da Água na Universidade de Illinois.

Equipamento do Laboratório de Pesquisa em Biogeoquímica Ambiental


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial