Segundo Fonte Confiável o Projeto do MMM-1 Já Era.

Olá leitor!

Em primeira mão leitor fiquei sabendo através de uma fonte altamente confiável que felizmente o Projeto do Nanosatélite MMM-1 da empresa israelense AEL Sistemas (projeto este criminalmente previsto para ser desenvolvido com recursos financeiros e humanos do povo brasileiro sob a supervisão dessa empresa, sendo a mesma a beneficiada com o produto final) não foi aprovado pela FINEP.

Segundo a minha fonte, a AEL Sistemas (antiga Aeroeletrônica quando era verde e amarela) havia solicitado para o projeto 43 milhões através do Programa INOVA AERODEFESA (hummm, creio que não custaria nem 10 milhões sendo muito perdulário, mas  ao que parece eles queriam o recursos para pagar mão de obra e provavelmente também outros projetos da empresa).

Acontece leitor que felizmente o MCTI/FINEP não caiu no conto e ofereceu 5 milhões e não a fundo perdido (com juros de pai para filho e 4 anos de carência). He, he, he, he, como era de se esperar a AEL não aceitou.

Outras informações colhidas pela minha fonte o levam a crer que nem os israelenses se sentiram confortáveis em desenvolver o projeto sem ajuda de uma empresa especializada em cubesats (que pelo visto eles não têm).

Ufa, vou ficar da torcida que essa notícia ainda oficiosa sim concretize, e que este percalço não venha se tornar um empecilho para o estabelecimento de um Polo Aeroespacial no Rio Grande do Sul. Isto é, desde que seja feito com lisura e da forma correta, e não através de projetos lesa pátria como esse.

Duda Falcão

Comentários

  1. Você Duda Falcão omo sempre um cara muito sensato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo!

      Obrigado, estou sempre buscando ser sensato em minhas colocações, pois o único e real objetivo meu é ajudar o nosso país e o Programa Espacial Brasileiro. Bem diferente de alguns que só prejudicam e tiram vantagem, como no caso desse projeto lesa pátria.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. Estranhamente essa instituição esta firme e forte depois dessa materia ja se passaram 3 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknown!

      Qual instituição, a AEL Sistemas? Se for ela ao qual você se refere é claro. Apesar do fim deste projeto, esta empresa israelense detêm vários contratos em andamento na área de Defesa no Brasil, bem mais do que deveria, mas infelizmente isto é Brasil.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial