BNDES Apresenta no IFI Nova Facilidade na Interação Entre Indústria e as ICT

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (29/05) no site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) destacando que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou no Instituto de Fomento e Coordenação (IFI), nova facilidade na interação entre Indústria e as Instituições Científicas e Tecnológicas (ICT).

Duda Falcão

BNDES Divulga, no IFI, Nova Facilidade
na Interação Entre Indústria e ICT

NIT / Revisão: Ten Gabrielli
29/05/2014

No último dia 14, técnicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentaram, no Instituto de Fomento e Coordenação (IFI), o lançamento de um produto que vai facilitar a interface entre a indústria e as Instituições Científicas e Tecnológicas (ICT), o chamado BNDES Solução Tecnológica.

Segundo o Chefe do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do IFI, Renato Mussi, responsável pela vinda do BNDES, o produto lançado é uma modalidade especial de financiamento indireto em que empresas interessadas em produtos e processos gerados por instituições ligadas à tecnologia podem conseguir financiamentos através do Banco para adquiri-los.

“Se o ITA, por exemplo, tem uma patente ou expertise em determinado assunto que é de interesse, digamos, da Embraer, a empresa pode pleitear o dinheiro através do BNDES Solução Tecnológica para financiar a transferência de tecnologia, ou a adaptação de um produto, ou mesmo a consultoria”, explica Renato Mussi.

O evento contou com a presença de vários representantes das ICT do COMAER sediadas na em São José dos Campos e demais instituições e empresas parceiras na região como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a Fundação Casimiro Montenegro Filho (FCMF), o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) e a Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER), entre outros.



Fonte: Site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Comentário: Hummmmm olha aí isso parece ser interessante, mas irá funcionar como deve? Bom, isso só o tempo dirá.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial