Reunião Sobre Atividade Espacial no Brasil é Encerrada em Alcântara

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (25/05) no site do “Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)” destacando que a reunião sobre a atividade espacial no Brasil foi encerrada nesta sexta-feira 23/05 em Alcântara.

Duda Falcão

Reunião Sobre Atividade Espacial no
Brasil é Encerrada em Alcântara

A primeira edição do ano da Reunião do Grupo de Interfaces
de Lançamento (GIL1/ 2014) foi encerrada na última sexta-feira (23/05).

Domingo, 25 de Maio de 2014, 11h51


Foi encerrada nesta sexta-feira (23/05), a primeira edição do ano da Reunião do Grupo de Interfaces de Lançamento (GIL1/ 2014). A reunião iniciada na última segunda (19/05) no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), teve por objetivo definir os próximos passos da atividade espacial no Brasil, sobretudo para este ano e o biênio 2015 - 2016.

Durante a semana, integrantes do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Agência Espacial Brasileira (AEB), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI) e dos Centros de Lançamento de Alcântara (CLA) e da Barreira do Inferno (CLBI) discutiram o cronograma de lançamento de veículos espaciais no Brasil e no exterior para os próximos três anos e tomaram conhecimento do estágio de desenvolvimento dos principais projetos relacionados à área espacial no país. Representantes da binacional Alcantara Cyclone Space (ACS) atualizaram os participantes da reunião sobre o estágio atual das obras de construção do sítio de lançamento, que deverá lançar ao espaço o foguete satelitizador Cyclone-4 a partir de Alcântara. O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) apresentou o status de desenvolvimento do Veículo Lançador de Satélite (VLS-1), que deve passar por testes no CLA até o final deste ano. Também foi informado o andamento das operações de lançamento do foguete suborbital VSB-30 no exterior em apoio ao programa de microgravidade da Agência Espacial Européia (ESA), com expectativa de lançamento também em Alcântara entre junho e agosto de 2015. O projeto Foguete de Treinamento (FOGTREIN) com os lançamentos dos Foguetes de Treinamento Básico (FTB) e Intermediário (FTI), cujo objetivo é manter a operacionalidade dos centros de lançamentos situados em território brasileiro foi apresentado pelo Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) com os resultados das últimas operações realizadas e previsão orçamentária para aquisição de novos lotes junto à empresa Avibras. A equipe de obras do CLA também apresentou um cronograma com previsão de término das obras do Prédio de Depósito de Propulsores e do Prédio de Segurança do Setor de Preparação e Lançamento, instalações essenciais para a retomada completa das atividades com o Veículo Lançador de Satélite (VLS), principal foguete desenvolvido no país.

Na GIL1/2014, foi realizada também a Reunião de Acompanhamento de Interfaces (RAI) da Operação Raposa, que deve ser iniciada em agosto próximo no CLA. Durante a operação, deve ser lançado o foguete VS-30 que levará embarcado em sua carga útil um motor movido a combustível líquido desenvolvido pelo IAE.

Com o término da Reunião do GIL1/2014, o relatório produzido irá propor ações, dar encaminhamentos e sugerir soluções que nortearão a atividade espacial no Brasil em curto/médio prazo.

O Grupo de Interfaces de Lançamento (GIL) é regulado pela Instrução do Comando da Aeronáutica (ICA) 60-1 e se reúne até três vezes ao ano para discutir, dar encaminhamentos e propor soluções para o andamento da atividade espacial no Brasil. Além do presidente, fazem parte do grupo integrantes do DCTA, AEB, IAE, IFI e dos Centros de Lançamentos em território nacional.


Fonte: Site do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)

Comentário:  Pois é leitor, vamos aguardar por maiores informações que devem chegar em breve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes