Reunião Discute Aspectos Técnicos do Projeto VLM-1

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (21/05) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que reunião realizada dia 16/05 na sede da agência discutiu aspectos técnicos do Projeto do VLM-1.

Duda Falcão

Reunião Discute Aspectos
Técnicos do Projeto VLM

Coordenação de Comunicação Social (CCS-AEB)


Brasília, 21 de maio de 2014 – Diversos aspectos técnicos do projeto e ajustes no cronograma das fases de desenvolvimento do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM) foram discutidos na sexta-feira (16) em reunião realizada no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), em São José dos Campos (SP).

O encontro teve a participação de dirigentes da Agência Espacial Brasileira (AEB), do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCTA), do Comando da Aeronáutica, do IAE, e de diretores e técnicos da Agência Espacial Alemã (DRL), parceira no desenvolvimento do projeto.

O projeto VLM visa ao desenvolvimento de um foguete destinado ao lançamento de cargas úteis especiais ou microssatélites, de até 150 kg, em órbitas equatoriais e polares ou de reentrada. Em sua configuração básica é formado de três estágios, dois com o motor S50, com cerca de dez toneladas de propelente e um estágio orbitalizador com o motor S44.

Outras configurações do veículo empregarão um quarto estágio em propelente sólido ou líquido e uma versão triestágio com motor de apogeu em propelente líquido. Alemanha e Brasil estudam utilizar o lançador para transportar o veículo alemão SHEFEX 3 em uma trajetória de reentrada na atmosfera terrestre em 2017.

Outra rodada de discussões sobre o projeto deve ocorrer em setembro ou outubro próximo na Alemanha.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Bom, se é que se pode confiar nessa informação, parece que a missão do SHEFEX III ainda continua de pé, só que agora para 2017. Se assim for, é uma boa notícia, mas até quando os alemães terão paciência? Será que a razão da paciência alemã está diretamente ligada a algum atraso no desenvolvimento do SHEFEX III ou talvez quem sabe na simpatia que sentem pelo Sr. José Raimundo? O que você acha leitor?

Comentários

  1. Na verdade eles vieram cobrar da AEB uma posição (leia-se recursos) sobre a produção dos motores do VLM. Sairam de mãos abanando com a promessa do Sr. José Raimundo de que dará uma resposta posteriormente. Esse posteriormente deve ser entendido como depois da Copa. Todo o financiamento de pesquisa no país está parado aguardando o que vai sobrar da Copa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. Heisenberg!

      Hummmmm, pois é, estava muito bom para ser verdade, mas enfim... o que se pode esperar desse governo? Obrigado pela sua colaboração Sr. Heisenberg.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial