Gerador Solar do CBERS-4 é Integrado ao Modelo de Voo na China

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (30/05) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que o Gerador Solar do Satélite CBERS-4 é integrado ao modelo de voo na China.

Duda Falcão

Gerador solar do CBERS-4 é Integrado
ao Modelo de Voo na China

Coordenação de Comunicação Social (CCS-AEB)

Foto: AEB/Divulgação
Modelo de voo do Cbers com gerador solar integrado.

Brasília, 30 de maio de 2014 – As atividades com o Gerador Solar (SAG, na sigla em inglês) integrado ao Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS-4) começam, na China, na primeira semana de junho, com a supervisão de técnicos brasileiros e chineses.

A partir da segunda semana se inicia a fase de testes ambientais com o modelo de voo do satélite, que inclui medidas de massa, teste acústico, de vibração e termo-vácuo.

Em abril último o gerador foi submetido à outra série de testes no Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP). No último dia 8 o equipamento foi embarcado para a China.

Com mais de 16 metros quadrados (6,3 x 2,6 m) o SAG é responsável por captar a luz do Sol e convertê-la em energia para alimentar as baterias do satélite. Apesar da dimensão avantajada a peça pesa só 55 quilos, pois a avançada tecnologia empregada na sua fabricação pelas empresas Orbital Engenharia Ltda e CENIC Indústria e Comércio Ltda, ambas de São José dos Campos, utiliza materiais leves, mas de alta resistência e durabilidade.

Energia – Abrir o gerador solar é a primeira atividade do satélite ao se posicionar na órbita programada. Durante o tempo em que o satélite recebe a luz solar em órbita, o SAG, além de abastecer os diversos instrumentos a bordo, também completa a carga das baterias para energizar os equipamentos na fase de eclipse, ou seja, período em que a luz solar não atinge o equipamento.

Desenvolvido com tecnologia moderna de células de tripla junção de alta eficiência energética o SAG do CBERS-4 gera até três mil watts de potência elétrica em condições normais de iluminação.

O CBERS-4 está programado para ser lançado em 7 de dezembro próximo da China, país parceiro do Brasil no desenvolvimento da série de satélites para sensoriamento remoto desde os anos 1980.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Veja bem leitor, mesmo que a notícia seja verdadeira, pois a AEB não merece a menor credibilidade no que divulga, só para constar, vale dizer que a foto que acompanha a nota é na verdade a do Satélite CBERS-3 pouco antes de ser integrado na coifa do foguete chinês que fracassou no lançamento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial