DILMA nos EUA - Comunicado Conjunto Brasil-EUA

Olá leitor!

Como você deve saber a presidente Dilma Rousseff está em visita a Washington, nos EUA, desde ontem (09/04), onde esteve com o presidente americano Barack Obama. Após o encontro, foi assinado e divulgado um “Comunicado Conjunto” pelos dois governos abordando diversos assuntos de interesse comum, e entre eles a Cooperação Espacial.

Abaixo segue a reprodução do parágrafo do comunicado que aborda a cooperação espacial entre os dois países:

“Os líderes ressaltaram a importância da cooperação espacial bilateral e instruíram as agências apropriadas a examinar a viabilidade de desenvolver projetos espaciais conjuntos. Tomaram nota da recente reunião em Brasília do Diálogo de Segurança Espacial.”

Note leitor que uma vez mais o assunto foi tratado com 'pouco caso', e não poderia ser diferente, já que sem um “Acordo de Salvaguardas Tecnológicas” assinado pelos dois governos, e ratificado pelos Congressos dos dois países, a “Cooperação Espacial Brasil-EUA” estará restrita a projetos de pesquisas em ciências espaciais e a troca de dados de satélites, bem diferente do que ocorre com a Argentina e mais recentemente com o Chile.


Duda Falcão


Fonte: Site do Ministério das Relações Exteriores (MRE)

Comentários

  1. Caro Duda, parabéns pelo post! Agora, "examinar a viabilidade de desenvolver projetos espaciais conjuntos": falou e não disse nada!
    É importante lembrar que um Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, deve ser um acordo de verdade, não aquela piada do Acordo de Alcântara, que de acordo não tinha nada, pois o Brasil só iria se ferrar e os EUA só iriam se dar bem! Acredito que um acordo de verdade os EUA nunca assinarão, pois não é de interesse nenhum para eles. Só assinaram com a Argentina praticamente em troca de os argentinos pararem com essa "historinha de querer desenvolver um programa espacial próprio".
    A verdade nua e crua é que os americanos não querem concorrentes em áreas estratégicas! Uma prova disso é esta reportagem publicada no NY Times em que eles "sugerem" que o Brasil abra mão do enriquecimento de urânio para "servir de exemplo" ao Irã: http://www.nytimes.com/2012/04/04/opinion/can-brazil-stop-iran.html?_r=1
    Fica também como sugestão de post para o blog!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Anônimo!

    Obrigado pelo reconhecimento ao nosso trabalho. Concordo contigo que o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas tem de ser bem elaborado, agora não concordo que não seja do interesse dos EUA assinarem um acordo desses, desde que também seja interessante para eles. O problema não é assinar, e sim aprová-lo no Congresso americano, esse sim muito barrista. A assinatura com Argentina aconteceu não pelo motivo apresentado por você e sim porque ambos os países acharam pontos convergentes de interesses que permitiu a assinatura e ratificação do acordo pelo Congresso americano. Quanto à matéria do NY Times, ai a situação é outra, pois envolve outros interesses políticos e de suposta segurança internacional, além é claro de que a sugestão parece ter vindo do próprio jornal, já que é tão ridícula que não acredito que analistas do governo americano incentivariam o Obama e seus assessores defenderem publicamente algo assim. Cairiam no ridículo, já que a comunidade internacional sabe que o Brasil é assinante do "Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares", e como nação independente tem o direito de desenvolver um Programa Nuclear pacífico como os outros países assinantes desse mesmo tratado.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022