Brasil e França Promoverão Cooperação Aeroespacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (18/06) no portal “IG” destacando que o Brasil e a França promoverão a Cooperação Aeroespacial entre os dois países.

Duda Falcão

Home IG > Economia > Inovação

Acordo Entre Brasil e França Promove Cooperação Aeroespacial

Parcerias com pólos de competitividade devem

facilitar transferência de tecnologias

Juliana Kirihata,

iG São Paulo

18/06/2010 - 05:50

O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (CECOMPI) firmou nesta quinta-feira um acordo de cooperação com o pólo de competitividade francês PEGASE, que engloba as áreas aeronáutica e espacial e concentra empresas especializadas em helicópteros.

O CECOMPI é uma associação que promove a integração entre o poder público, as instituições de ensino e pesquisa e a iniciativa privada. O objetivo do acordo fechado durante a 13ª edição da Expo Aero Brasil, - feira do setor de aeronáutica que acontece nesta semana em São José dos Campos, em São Paulo - é proporcionar a cooperação em diferentes áreas entre o PEGASE, da região francesa de Marselha, e as empresas do Vale do Paraíba.

Segundo Hervé Coulomb, adido aeronáutico da Embaixada da França no Brasil, o acordo deve colocar as indústrias francesa e brasileira em contato mais direto para poder incentivar as parcerias tecnológicas. “O Brasil é um dos primeiros fora da Europa a colaborar com os clusters franceses”. Além disso, os países devem cooperar no desenvolvimento de projetos na área de inovação e pesquisa, afirma Coulomb.

Os clusters, ou pólos de competitividade, reúnem mais de cinco mil empresas na França, sendo que 80% delas são de pequeno e médio portes. No Brasil, o CECOMPI liderou os estudos que permitiram a criação o Arranjo Produtivo Local (APL), programa centrado no fortalecimento de micro, pequenas e médias empresas da cadeia aeroespacial na região de São José dos Campos.

Além do PEGASE, outro pólo de competitividade francês que já firmou acordo com o centro brasileiro foi o ASTECH. A expectativa da UBIFRANCE, agência francesa para o desenvolvimento internacional das empresas, é que em 2011 seja assinada parceria com outro grande pólo do país, o AEROSPACE VALLEY. “Uma vez assinados esses três acordos, a comunidade das indústrias brasileiras terá acesso a quase 90% da indústria aeroespacial francesa”, diz Coulomb.

De acordo com Reginaldo dos Santos, presidente do conselho de administração do CECOMPI, a cooperação também ajuda no intercâmbio de empresas. “Nós apoiamos as empresas que tenham interesse em vir ao Brasil e do outro lado, eles também nos apóiam”, diz.

Fonte: Portal IG - http://www.ig.com.br/

Comentário: Boa notícia para o setor aeroespacial brasileiro já que a França é um desses países que comandam o desenvolvimento neste setor e certamente esse acordo já é um dos frutos do namoro do presidente LULA com este país. No entanto, o Blog não acredita que possa haver transferência de tecnologia como citada no inicio da matéria, já que a França e suas empresas não teriam muito a ganhar com isso. O que certamente poderá ocorrer será a criação de join ventures entre empresas brasileiras e francesas visando o desenvolvimento conjunto de novas tecnologias de interesse mutuo e aquisições de empresas brasileiras de alta tecnologia integralmente ou parcialmente por empresas francesas. Nesse segundo caso, em nossa opinião, dependendo como isso for feito, poderá ser uma grande temeridade para o país. Portanto há de se criar pelo governo mecanismos que impeçam que o conhecimento e tecnologias desenvolvidas por empresas brasileiras com recursos públicos, não sejam repassados para empresas estrangeiras, no caso de uma negociação que envolva a perda do controle acionário para uma empresa de outro país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022