sábado, 16 de fevereiro de 2013

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada hoje (16/02) no “Portal TERRA” apresentando uma lista dos Top 5 Satélites desenvolvido até hoje pelo Programa Espacial Brasileiro.

Duda Falcão

CIÊNCIA

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

16 de Fevereiro de 2013 - 14h28
Atualizado às 14h30

Eles monitoram o desmatamento, as áreas agrícolas e o desenvolvimento urbano: Confira os principais satélites lançados pelo Programa Espacial Brasileiro ao longo de 20 anos.

Enquanto a Agência Espacial Europeia se prepara para lançar três satélites ao espaço no contexto do Projeto Swarm, como foi visto no Futurando desta semana, o Brasil volta a investir em seu programa espacial. Uma das principais metas da Agência Espacial Brasileira (AEB) é lançar um satélite com um foguete nacional até 2021, divulgou o Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE).

O projeto também inclui diversos outros lançamentos de satélites, bem como a renovação dos Centros de Lançamento de Alcântara (MA) e da Barreira do Inferno, em Parnamirim (RN).

Para celebrar tudo isso, o Top 5 traz os principais satélites lançados com participação brasileira ao longo da história, através do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

1. SCD-1

O Satélite de Coleta de Dados 1 foi o primeiro satélite brasileiro a operar em órbita. Ele foi lançado do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, com o foguete Pegasus, em 9 de fevereiro de 1993. Seu projeto, construção e operação foram realizados pelo INPE. Apesar de ainda estar em funcionamento, ele foi projetado para durar um ano e coletar dados ambientais.

2. SCD-2

Cinco anos depois, em 22 de outubro de 1998, foi lançado o Satélite de Coleta de Dados 2, também do Cabo Canaveral, na Flórida. Assim como o antecessor, ele teve a função de coletar dados ambientais. Com isso foi possível conhecer o nível e a quantidade de água em rios e represas, o volume pluviométrico, a pressão atmosférica, a intensidade da radiação solar, a temperatura do ar, entre outros.

3. CBERS-1

O CBERS-1 foi lançado em 14 de outubro de 1999, de Taiyuan, na China. Em 1988, o Brasil assinou um acordo de cooperação para o desenvolvimento de satélites com os chineses. Assim, o INPE e a Academia de Tecnologia Espacial da China (CAST, na sigla em inglês) desenvolveram o programa CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres, da sigla em inglês). Esses satélites também tiveram a missão de coletar dados e foram fundamentais para monitorar o desmatamento, as áreas agrícolas e o desenvolvimento urbano. O Programa CBERS popularizou o sensoriamento remoto no país.

4. CBERS-2

Este satélite foi lançado em 21 de outubro de 2003, também pelo Centro de Taiyuan, na China. Ele entrou em operação para substituir o modelo anterior. O CBERS-2 deu continuidade ao programa de coleta de dados ambientais e fez do Brasil o maior distribuidor de imagens orbitais no mundo. Produziu aproximadamente 175 mil imagens em pouco mais de cinco anos de operação.

5. CBERS-2B

A versão 2B desses satélites foi montada com peças remanescentes do projeto CBERS-2. Foi lançada em 19 de setembro de 2007 e operou concomitantemente à versão anterior. Além de China e do Brasil, o CBERS-2 captou milhares de imagens de outros países da América do Sul e África. O satélite operou até 2010 e, agora, a parceria China-Brasil pretende iniciar a segunda fase: CBERS -3 e CBERS-4. O primeiro será lançado ainda em 2013, e o lançamento do segundo está previsto para 2014.

Segundo a Agência Brasil, o CBERS-3 será o primeiro da família de satélites sino-brasileiros a integrar uma câmera para satélite 100% desenvolvida e produzida no Brasil.


Fonte: Portal TERRA - 16/02/2013

Comentário: Bom leitor essa lista está correta mais não podemos esquecer que o Brasil desenvolveu outros satélites. Foram eles: o Satélite de Coleta de Dados SCD-2A, os Satélites Científicos SACI 1 e 2, o Satélite Tecnológico SATEC-1, o Nanosatélite Universitário UNOSAT-1 (Undergraduate Orbital Student Satellite) desenvolvido pelo “Grupo Space” da Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR) e o menos conhecido deles, o Microsatélite Amador DOVE ou como ficou mais conhecido "OSCAR 17", fruto da iniciativa do radioamador brasileiro Junior Torres de Castro (PY2BJO)", o DOVE foi lançado da Base de Kourou, na Guiana Francesa, em 22/01/1990, a bordo de um foguete ARIANE-40 H10, tornando-se assim, diferentemente do que a maioria imagina, o primeiro Brazuca no espaço. (conheça melhor essa histórica clicando aqui)

7 comentários:

  1. Muito interessante, saber que o PRIMEIRO SATÉLITE BRASILEIRO, foi fruto de uma iniciativa amadora, no sentido mais profundo e correto da coisa que é amar o que se faz.

    O primeiro satélite brazuca, foi do tipo AMSAT, que parece ser algo tipo um irmão maior do CubeSat, um cubo de 22 x 22 cm.

    E parece que os projetos nessa plataforma continuam...

    ResponderExcluir
  2. E os Satelites da Embratel???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Eles não foram desenvolvidos no Brasil, portanto não eram brasileiros.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  3. preciso instalar em minha fabrica um acesso ao satelite como devo fazer cidade itororó-ba
    itati@sanagba.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sanag Minas!

      Não temos esta informação para você e nem se é possível isto.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  4. nao encontrei a resposta, aonde eta localizados os satelites brasileiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antenor!

      Não compreendemos sua pergunta. Repita com mais clareza por gentileza.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir