UFABC Fará Instrumentos para Missão ASTER

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (30/09) no site da “Universidade Federal do ABC (UFABC)” destacando que a UFABC desenvolverá instrumentos de bordo para a “Missão ASTER”, primeira missão brasileira de espaço profundo.

Duda Falcão

UFABC Desenvolverá Instrumentos de Bordo
para Missão Brasileira ao Espaço Profundo

Assessoria de Comunicação e Imprensa
30/09/2010

Professores da Engenharia Aeroespacial da UFABC, engajados na primeira missão brasileira ao espaço profundo, apresentaram um plano de desenvolvimento de dois instrumentos científicos que serão embarcados na sonda espacial não-tripulada que visitará o asteróide triplo 2001-SN263 em 2018. Um altímetro laser que auxiliará na navegação da sonda e no mapeamento topográfico do alvo e um espectrômetro que analisará a radiação infravermelha irradiada pelo asteróide para determinação da sua composição. Os detalhes do plano de desenvolvimento foram discutido durante o 2º Workshop de Instrumentação Científica realizado nos dias 16 e 17 de setembro no campus da UNESP de Guaratinguetá.

"O plano de desenvolvimento que melhor atende aos objetivos da missão, da UFABC e do país deve necessariamente privilegiar a construção e qualificação espacial destes instrumentos em parceria com a academia, institutos de pesquisa e empresas nacionais", disse Antonio Gil, um dos professores da UFABC envolvidos na missão. Além do desenvolvimento dos instrumentos, a UFABC poderá também auxiliar na otimização de trajetórias orbitais até o alvo.

A missão ASTER, como foi batizada, deve-se à iniciativa estratégica de cientistas e engenheiros brasileiros para impulsionar o setor aeroespacial do país através da formação de pessoal qualificado, da maturação de tecnologias e da fundamentação de expertise necessárias para o sucesso de missões interplanetárias não-tripuladas desta magnitude. Além disso, a exploração do ainda desconhecido asteróide triplo 2001-SN263 poderá revelar segredos do nascimento do nosso sistema solar.

O próximo workshop será realizado no INPE, em São José dos Campos, onde cientistas do Instituto de Pesquisas Espaciais da Academia Russa de Ciências (IKI) apresentarão as características do lançador orbital e dos equipamentos de telemetria russo que serão utilizados na missão. A missão será oficialmente apresentada para a comunidade acadêmica da UFABC em outubro. A logomarca, utilizada para resumir a primeira missão brasileira ao espaço profundo, foi temporariamente sugerida pela UFABC, mas será futuramente decidida, assim como seu nome, através de enquete popular.


Fonte: Site da Universidade Federal do ABC (UFABC)

Comentário: Grande notícia para o Programa Espacial Brasileiro. No entanto, é preciso cautela com essa notícia, pois a mesma não identifica de onde virão os recursos para a realização desse projeto. Sou um entusiasta do mesmo desde que essa possibilidade foi levantada e postada aqui no blog, mais o caminho é ainda longo e difícil. Em primeiro lugar essa missão tem de ser incluída no novo PNAE (Plano Nacional de Atividades Espaciais), que ainda não tem previsão de lançamento e para tanto, precisa ser aprovada pelo AEB/MCT e depois torcer para que o novo governo realmente resolva dar uma cara nova ao PEB. Por enquanto, apesar da grande relevância desse projeto para o país, lembro ao leitor que no Brasil é muito comum se fazer workshops de missões que acabam não dando em nada. Porém vamos torcer para que dessa vez o projeto realmente saia do papel e não acabe como as outras sondas brasileiras que nem chegaram a esse estágio. Parabéns aos profissionais da UFABC e a todas as instituições envolvidas com esse projeto e em especial a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes