Estudantes Lançam Foguetes em Natal

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia publicada dia (22/09) pelo “Jornal Diário de Natal Online” destacando estudantes lançam foguetes em Natal produzidos com garrafas PET.

Duda Falcão

Estudantes Lançam Foguetes em
Natal Produzidos com Garrafas PET

22/09/2010 às 08:03
Por Francisco Francerle, do Diário de Natal

Uma garrafa PET, pedaços de papelão, uma bomba de ar e um pouco de água para servir de combustível. É tudo que se precisa para fabricar um protótipo de um foguete que, certamente não subirá até a órbita, mas dá para os alunos de física do 1º ano do Ensino Médio do Colégio das Neves terem noção de como acontece na realidade. Os alunos tiveram ontem uma aula prática na Praia do Forte, onde participaram em grupos de uma competição de lançamento do protótipo.

De acordo com o professor de física Herik Dantas, trata-se de uma aula experimental de "Lançamento Vertical de Projéteis", abordando a gravitação, que serve para dar embasamento prático aos alunos que desenvolvem trabalhos de pesquisa para apresentação de seminários em sala. Na experiência pode-se praticar dois princípios das leis da física: o de Conservação do Momento Linear e a Lei da Ação e Reação. No final da aula, os alunos melhor avaliados ou o grupo que conseguiu lançar o foguete mais alto foram escolhidos para apresentar seu trabalho no 2° Painel Científico do Colégio das Neves, que acontecerá de 27 a 29 de outubro.

Sobre o alcance pedagógico do foguete, o professor diz ser excelente. "Os alunos fazem seus próprios experimentos com os conhecimentos adquiridos em sala, produzem seus módulos de teste e apresentam no seminário. É a maior festa e eles passam a gostar muito mais da matéria". A aluna Aline Ferreira, 15, gostou da experiência. "Através do experimento podemos adquirir conhecimento de uma forma dinâmica, divertida e saindo do ambiente tradicional de sala de aula para outro que gostamos muito", diz ela. Já o aluno Hercelino Rodrigues, 15, destacou o valor da experiência para quem gosta de cálculos e da área tecnológica. "É importante vermos uma experiência como essa na prática porque até nos estimula a estudar mais", reforça ele.

Os protótipos de foguete foram confeccionados no Laboratório de Física, com o auxílio dos professores e, no lançamento, poderão chegar até 60m de altura. É feito com uma garrafa PET de 2l, uma base de lançamento e um compressor.

Perigo

O professor alerta para as experiências feitas em casa que podem provocar acidentes como acertar uma rede elétrica, a janela ou mesmo machucar alguém.

Como Funciona?

1. A base é construída com PVC, a partir de pedaços de cano, luvas e curvas. O compressor pode até ser de nebulização.

2. A garrafa com água é pressurizada pelo compressor que agüenta até 100 libras, mas só são colocadas 30, por segurança.

3. Na saída da mangueira para o bocal de encaixe do bico da garrafa é adaptado uma rolha de cortiça que ao ser pressionada pelo ar comprimido é empurrada para baixo, ao tempo que o foguete é lançado para cima. Após os primeiros testes já se tem noção da quantidade de pressão que é suficiente para atingir uma determinada altura ou distância.


Fonte: Site do Jornal Diário de Natal Online - 22/09/2010

Comentário: Parabenizo o professor Herik Dantas e a direção do Colégio das Neves de Natal por adotarem essa aula prática de conhecimento das leis da física no ensino de seus alunos. Vocês estão de parabéns e certamente com mais ações como essa haveremos um dia de melhorar a educação deste país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial