Técnicas Que Buscarão Por Vida em Marte São Testadas na Austrália Pela NASA

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (04/05) no site do “Olhar Digital” destacando que Técnicas que buscarão por vida em Marte estão sendo são testadas na Austrália pela NASA.

Duda Falcão

CIÊNCIA E ESPAÇO

Técnicas Que Buscarão Por Vida em Marte São Testadas na Austrália 

O cenário seco e rochoso dos Montes Flinders é o local ideal para os testes dos equipamentos e técnicas que serão utilizadas pelo rover Perseverance, da NASA

Por Renato Mota
Olhar Digital
Fonte: Phys.org
04/05/2020 - 18h05


Enquanto se prepara para sua missão em Marte, o Rover Perseverance, da NASA, passou por testes sul da Austrália – especialmente suas ferramentas e métodos que buscarão evidências de formas de vida microbianas.

"Os Montes Flinders são o local perfeito para fazer muitas pesquisas relacionadas a Marte, porque é uma área seca, empoeirada e com muito vento, que é muito árida e, portanto, um bom análogo para procurar vida em Marte", afirma a astrobióloga Bonnie Teece, da Universidade de Nova Gales do Sul em Sydney.

Em um artigo publicado na revista Astrobiology, Teece conta como replicou os métodos que o Perseverance Rover usará para selecionar rochas marcianas para análise de biomarcadores - moléculas que ocorrem naturalmente indicando evidências de vida microbiana.

Na Austrália, os pesquisadores buscaram por indícios de vida antiga na Terra, analisando diferentes linhas de evidência. "Se você trabalha só com uma linha de evidência, ela pode não ser realmente real - pode ser um artefato contaminado ou pode parecer vida, mas não é", conta Teece. "Por isso que é tão importante que o rover tenha uma carga útil diversificada de instrumentos que possam investigar e sondar sedimentos de diferentes maneiras em Marte para procurar os melhores candidatos para a vida".

A missão está programada para lançamento entre julho e agosto, quando a Terra e Marte estiverem em boas posições entre si para a viagem. Perseverance é um semiautônomo que irá explorar a Cratera Jezero com instrumentos de alta tecnologia para ajudar a identificar rochas no Planeta Vermelho.

Suas câmeras Mastcam-Z possuem um recurso de zoom de última geração que ajudará a missão a converter imagens em 3D mais facilmente. O rover também é equipado com o PIXL, um instrumento que utiliza raios X para revelar a composição elementar de amostras visíveis a olho nu. E, completando as ferramentas de análise, está o Sherloc, cujo principal objetivo é detectar compostos orgânicos varrendo o ambiente usando espectroscopia.

Imitando esses instrumentos, a equipe de Teece foi capaz de identificar quais amostras foram as que sofreram mais degradação e quais seriam menos propensas a preservar esses produtos orgânicos. Os pesquisadores usaram ferramentas análogas para identificar as rochas no terreno de da região de Flinders que depois coletaram manualmente.

Simplesmente olhando as amostras, em conjunto com o mapeamento elementar e alguns resultados orgânicos, a equipe conseguiu reunir uma descrição abrangente dos ambientes em que os fósseis estavam. “O uso da mesma tecnologia a bordo do Perseverance pode levar a resultados positivos na busca por sinais de vida microbiana”, acredita a astrobióloga.


Fonte: Site Olhar Digital - https://olhardigital.com.br 

Comentário: Pois é leitor, apesar da Pandemia do Covid-19 que atinge o mundo, diferentemente de certa Republica das Bananas que vive brincando de fazer Programa Espacial (aquela conhecida pelo nome curioso de uma espécie de madeira), os EUA através da NASA vem testando na Austrália técnicas que buscarão por vida em Marte. Tá aí apenas um exemplo da diferença de uma nação de verdade para a de uma piada que se diz nação e se quer é ainda um país de verdade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite