Lançamento do CBERS é Meta da AEB

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (30/12/2012) no site do jornal “O VALE”, um pouco velha é verdade, mas que destaca quais são os objetivo da Agência Espacial Brasileira (AEB) para o ano de 2013.

Duda Falcão

REGIÃO

Lançamento do CBERS é Meta da AEB

São José dos Campos
December 30, 2012 - 04:07

Foto: Thiago Leon

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - O lançamento do satélite CBERS-3 é uma das principais prioridades da AEB (Agência Espacial Brasileira) para 2013.

O satélite, fruto da parceria do Brasil com a China, deveria ter sido lançado em novembro do ano passado, mas, foi adiado.

Falhas em componentes do CBERS-3, detectadas em testes realizados no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), de São José dos Campos, e na China, obrigaram o adiamento do lançamento do artefato.

Segundo a AEB, os satélites da família CBERS são importantes no monitoramento e na gestão territoriais, sobretudo da floresta amazônica.

Na pauta das prioridades da AEB está também o início da fase de integração e testes do CBERS-4.

Ainda no campo de satélites, estão previstos o início do desenvolvimento dos satélites de coleta de dados para os serviços de informação da ANA (Agência Nacional de Águas) e do Sabiá-Mar, satélite que será construído em parceria com a Argentina.

Quadro.

Segundo o presidente da AEB, José Raimundo Coelho, também está prevista para este ano a contratação pela Visiona, empresa subsidiária da Embraer, do satélite geoestacionário de defesa e comunicação, para área de defesa.

Coelho relatou, em nota oficial, que outra prioridade da AEB é a formação do seu quadro de pessoal, com a criação de cargos. O projeto tramita no Congresso Nacional.

A formação de recursos humanos para o Programa Espacial Brasileiro é outra prioridade para este ano.

VLS.

Para 2013, o recurso que será disponibilizado para o projeto do VLS (Veículo Lançador de Satélites) está estimado em R$ 14,8 milhões.

A previsão é que o VLS, em fase de desenvolvimento pelo DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), faça o seu primeiro voo experimental, sem carga útil, em 2014.


Fonte: Site do Jornal “O VALE” - 30/12/2012

Comentário: Essa nota estava escondida no site do jornal O VALE e esse foi o motivo de eu só posta-lá agora. A nota aborda pontos importantes que eu gostaria de destacar, vamos lá: CBERS-3: segundo os especialistas não é prudente lançar esse satélite sem testar adequadamente os novos equipamentos que serão instalados no mesmo, e na visão deles todo processo (testes, integração e lançamento) deveria levar com segurança em média de um ano e meio a dois anos. Assim sendo, lançá-lo em 2013 seria muito arriscado e só se justificaria por pressão política irresponsável que sinceramente espero que os chineses não venham aceitar. CBERS-4: as únicas coisas certas sobre esse satélite é que o mesmo terá de passar pelo mesmo processo de modificações que o CBERS-3 está enfrentando agora e que a sua previsão de lançamento para 2014 será adiada. Satélite da ANA: sinceramente não vejo empecilho tecnológico para desenvolver esse tipo de satélite de coleta de dados, principalmente se forem baseados nos antigos SCDs, tecnologia já dominada pelo Brasil com sucesso, basta ver a longevidade dos dois satélites dessa série que estão em órbita funcionando perfeitamente até hoje. Assim sendo, a meu ver o seu desenvolvimento só dependerá de vontade política de realizá-lo. Sabiá-Mar: esse satélite é uma das maiores novelas do PEB iniciada em 1998, ou seja, há 13 anos e sinceramente se o mesmo for iniciado em 2013 (pela terceira vez eles anunciam esse inicio) apenas significará mais um capítulo dessa história que não tem qualquer prazo realista de terminar. Visiona: essa história é uma tremenda tragicomédia que só poderia ser protagonizada por debiloides como esses que militam no governo da presidente Chucky, e só Deus sabe quando será o fim dessa novela. Quadro da AEB: não resta dúvida que essa notícia é importante, pois a AEB precisa mesmo formar seu quadro de funcionários e assim facilitar a sua operacionalização, mas com esses debiloides que temos no Congresso, dificilmente esse projeto será definido em 2013. Formação de Recursos humanos: isso só dependerá de vontade política para acontecer, se vai acontecer, bom ai é que a coisa pega. Até onde eu sei existem universidades públicas no país interessadas em lançar novos cursos de Engenharia Aeroespacial, entretanto, com o atual rumo das coisas será que vale a pena? Além disso, tem esse programa Ciência sem Fronteiras que desde que foi criado tem apresentado problemas e gerando desconfianças sobre a sua seriedade, mas só mesmo o tempo poderá esclarecer o rumo que toda essa história seguirá. VLS-1: desde que apresentamos aqui dias atrás o orçamento da AEB enviado ao Congresso pela presidente Chucky e seus energúmenos, ficou claro que o VLS-1 VSISNAV não seria mais lançado em 2013 e é bom que fique claro para nossos leitores que não existe impedimento tecnológico para isso desde 2011, ou seja, o lançamento não ocorrerá devido à decisão da equipe do governo. Isso fica muito claro na entrevista do Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Ten-Brig-do-Ar Ailton dos Santos Pohlmann (apresentada aqui no blog dias atrás) quando o mesmo condiciona o lançamento do VLS-1 VSISNAV em 2013 a liberação de verbas adequadas. Começo a desconfiar que a CHUCKYMANIA não quer o VLS-1, e será preciso que os militares do DCTA pressionem fortemente o deslumbrado (espero mesmo que seja só deslumbre) Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, para que o mesmo cobre do banana do ministro da pasta uma posição inegociável junto a presidente CHUCKY que dê um fim a essa palhaçada, caso contrário amigos militares, eles irão cozinhar vocês por tempo indeterminado, e assim ameaçar não só o projeto do VLS-1, como os projetos de lançadores ligados a ele e até mesmo o projeto do VLM-1. Abram o olho e chega de passividade, sigam o exemplo dado pelo Comandante da Marinha na época do governo do humorista LULA, que o pegou de tal jeito que projetos como o do Submarino Nuclear e o do PROANTAR mudaram de rumo. 

Comentários

  1. Antes de começar esse comentário, já busquei o meu kit palhaço, e estou preparado.

    O Duda já esmiuçou tudo, mas tem aqui a minha "versão resumida":

    "o satélite CBERS-3 é uma das principais prioridades da AEB"

    HA HA HA HA

    "Na pauta das prioridades da AEB está também o início da fase de integração e testes do CBERS-4"

    HA HA HA HA HA HA HA HA

    "outra prioridade da AEB é a formação do seu quadro de pessoal, com a criação de cargos"

    Cargos? há tá já entendi. Muitos cargos...

    HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA

    "o recurso que será disponibilizado para o projeto do VLS (Veículo Lançador de Satélites) está estimado em R$ 14,8 milhões"

    Não, pera aí, para, eu não aguento...

    HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA .....

    ResponderExcluir
  2. É meio que fora do assunto proposto pelo artigo, mas peço aos usuários da rede social Google+ que compartilhem essa mensagem:

    https://plus.google.com/u/0/115868309547326343458/posts/KBjg3McfGLX

    Temos que divulgar nossa petição pública contra a ACS em todos os lugares possíveis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hugo!

      É isso aí amigo, parabéns pela iniciativa.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Feito!

      Tinha compartilhado no Twitter e no Face, mas esqueci dessa...

      Excluir
  3. Essa matéria saiu antes do anúncio do orçamento que o governo destinaria ao PEB em 2013. Talvez seja mais prudente ver outra entrevista que aborde as prioriedades do AEB baseada nos verdadeiros valores que foram destinados este ano. Estou bastante curioso a respeito dos projetos SARA Suborbital, do 14-X, do lançamento do VLS-VSISNAV (mas provavelmente vão todos atrazar... espero ao menos que juntem uma graninha desse infimo apoio do governo para levar adiante o VLS). O Sabia-Mar poderá até ser projetado este ano, mas não creio que começará a ser fabricado em 2013. O CBERS-3... não sei mesmo.

    Relativamente a "criação de novos cargos", já sabemos que não se criará muita coisa nova mas tentarão repor a mão-de-obra que está saindo (e se bem me lembro até 2016 iriam colocar só 400 empregados - não sei se em todo o PEB ou só no INPE). Mas é preciso acompanhar as notícias para ver o que o técnicos dirão a respeiro das verdadeiras perspectivas para este ano de 2013.

    ResponderExcluir
  4. o vls não é lançado porque o brasil tem acordo com os eua , para não lançar!

    Mísseis..por isso vão nos tapeando......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi anónimo!

      Que acordo é esse? O que eu sei que existe é uma lei americana que não fornece tecnologia ao Brasil (e outros países) quando podem potencialmente ser utilizados em algum armamento, missil, ou satélite espião. O que deve acontecer são ameaças porque o setor espacial é muito importante estratégicamente, mas o Brasil infelizmente está vulnerável. Mas quanto a existir acordo... isso não sei e nem parece. O que deve existir são interesses políticos, onde alguns de nossos ilustres governantes se vendem em troca de um prato de lentilhas.

      Excluir
    2. Olá Israel!

      Endosso as suas palavras amigo.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    3. Pow,

      Queria eu que fosse por um prato de lentilhas...

      Ano novo, vida nova. Os prefeitos das cidades da Baixada Fluminense (área recentemente atingida pelas enchentes), algumas com dívidas de mais de UM BILHÃO, com hospitais caindo aos pedaços e lixo espalhado nas ruas sem coleta a mesas, receberam de presente um aumento salarial de mais de 100% !!!

      Agora com salários variando entre 19.000 e 24.000 um deles passou a ganhar mais que o nosso Governador, que ganha "apenas" 22.000.

      Em São Paulo vão renovar a frota dos carros oficiais dos deputados estaduais a um custo astronômico. Só carrão, tudo muito bem especificado, até a largura das rodas...

      Em Brasília, vão reformar os apartamentos funcionais por uma bagatela de 600.000 CADA UM !!!

      E por ai a fora, afinal, esse é o exemplo que vem de cima.

      Enquanto tudo isso ocorre, tem gente supostamente esclarecida, que acha que um juiz do supremo que ganha um salário de vinte e tantos mil e tem um ego maior que o do Dart Vader, é um herói simplesmente por fazer o seu trabalho (muito questionável juridicamente falando em alguns aspectos) de forma minimamente correta.

      Lamentável.

      Excluir
  5. só uma palavra pra definir o brasil : nióbio roubado e carnaval

    ResponderExcluir
  6. "o recurso que será disponibilizado para o projeto do VLS (Veículo Lançador de Satélites) está estimado em R$ 14,8 milhões"

    Como diria o Boris "ISSO É UMA VERGONHA"

    ResponderExcluir
  7. Olá Carlos!

    Há muito tempo amigo, há muito que é, e pelo visto continuará sendo enquanto tivermos governos populistas.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial