Aluna de Iniciação Científica do INPE é Premiada

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (11/01) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que aluna de Iniciação Científica do instituto é premiada por trabalho na Área de Engenharia.

Duda Falcão

Aluna de Iniciação Científica é Premiada
por Trabalho na Área de Engenharia

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013

O trabalho de Carla da Silva, aluna de Iniciação Científica no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foi premiado como o melhor da área de Engenharias no Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e Pós-Graduação promovido pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), em São José dos Campos.

Sob a orientação do Dr. Bruno Bacci Fernandes, no Centro de Tecnologias Especiais (CTE/INPE), Carla da Silva desenvolveu o trabalho “Ensaios de Compressão e Caracterização Estrutural de Ligas TI-7,5SI-22,5B Produzidas por Metalurgia do Pó e 3IP”. A estudante premiada cursa o quarto ano de Engenharia Química na UNIVAP.

O evento, que teve como tema “Ciências sem Fronteiras − Os Desafios para o Século XXI”, reuniu estudantes de diversas instituições na última semana de outubro. Mais informações na página http://www.inicepg.univap.br/


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Comentário: O blog “BRAZILIAN SPACE” parabeniza a jovem Carla da Silva e ao seu orientador Dr. Bruno Bacci Fernandes pelo premio conquistado. Parabéns jovem Carla, quem trabalha certo, alcança resultados. Aproveitando a oportunidade eu queria fazer um comentário sobre os e-mails de jovens interessados em se prepararem para trabalhar com o PEB que recebemos de vez em quando em nossa caixa de e-mail. Confesso que começo a ficar constrangido em responder as perguntas deles sobre qual é o caminha pra chegar lá, qual a universidade que deve procurar, vale a pena acreditar nesse sonho e coisas assim. O meu senso de responsabilidade é muito grande para hoje em dia eu incentivar um jovem talento a ser engenheiro aeroespacial, a não ser que o mesmo tenha como objetivo trabalhar numa agência como a NASA, JAXA, ESA, ASI, CNES e outras. Não posso, não devo e não incentivarei ninguém a trabalhar num programa que nem eu mesmo mais acredito. A verdade leitor é simples, nua e crua, como colocada a pouco pelo Eng. José Miraglia da empresa “Edge Of Space” em uma das notas recentes do blog. A Sociedade Brasileira não quer programa espacial por ignorância e os governos não querem porque o programa não gera votos e consequentemente impossibilita a manutenção do poder. Sem o apoio da sociedade, jamais teremos um Programa Espacial realmente estratégico com existe em outras nações mais desenvolvidas do mundo, ponto. Sendo assim jovem talento de meu país, de minha parte sugiro que mude seu foco para a Engenharia Aeronáutica (que ainda deve ter importância por mais 50 ou 60 anos) ou outras opções de carreira, ou então se arrisque como engenheiro aeroespacial no PEB ou em outras agências fora do país. A escolha é sua, mas a verdade é que o PEB não vai para lugar algum, infelizmente. Para mim é duro chegar essa conclusão 42 anos (dos meus 49 anos de idade) após começar acompanhar esse crucial programa para o futuro do Brasil, mas na vida tudo tem limite e chega o momento que devemos parar e refletir se vale a pena continuar no caminho que seguimos. Continuarei jovem postando aqui as noticias sobre o PEB e suas ciências correlatas até dia 30/06/2013, quando então encerraremos as nossas atividades, mantendo por um tempo o blog online sem atividade, pois o mesmo pode servir como uma grande fonte de informações aos nossos leitores. No dia 31/12/2013 apagarei então definitivamente o blog, o que pelo menos para mim deixará muitas saudades, principalmente pelos contatos e amigos que fiz nesse quase quatro anos online.

Comentários

  1. Duda, porque você apagaria definitivamente o blog? Ele ainda terá informações reunidas e creio que isso será importante ao menos manter.

    ResponderExcluir
  2. Olá Israel!

    Realmente o blog tem um grande acervo de informações. Entretanto amigo, a sua manutenção online indefinidamente poderia lá na frente me estimular a continuar com essa loucura sem sentido. Além do mais, creio que seis meses seja tempo mais que suficiente para os leitores consultarem e copiarem o que precisem. Em primeira mão, talvez, se eu me sentir estimulado suficientemente, venha criar um blog sobre tecnologia espacial, mas sem incluir notícias do Brasil. No entanto é ainda uma possibilidade não uma certeza. Infelizmente para mim, o PEB já era.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Olha Duda, havia dito que não ia mais me manifestar sobre essa sua intenção de parar de usar o seu tempo no Blog, pois como disse antes, cada um sabe onde "aperta o calo".

    No entanto, não sabia dessa sua intenção de apagar o conteúdo, visto que é um recurso gratuito, e sobre o qual mesmo com pequenos comentários, concordâncias e discordâncias, cada um dos leitores que aqui postaram, tem um nível de participação.

    Quem sabe num futuro, ele não sirva de inspiração para que outros continuem na empreitada, além de que, não dá pra fazer uma pesquisa e sair salvando tudo que é interessante, pois TUDO na iniciativa é interessante, não só os artigos em si.

    Cara espero sinceramente que você reveja essa sua intenção. Seria um enorme desperdício.

    Abs.

    ResponderExcluir
  4. Caro Marcos!

    Como eu disse ao Israel acima a manutenção online indefinidamente poderia lá na frente me estimular a continuar com essa loucura sem sentido, pois sou um apaixonado pelo tema e preciso me desligar disso. O blog precisa ter um fim e assim será feito.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. Prezado Duda

    Realmente o PEB está em declínio faz tempo. Mas não acredito que vá acabar. Vários motivos contribuem para esse declínio. Um deles é que o PEB foi criado no regime militar e isso lhe trouxe um estigma nos governos seguintes. Outro foram os sucessivos fracassos. Estranhamente não se enfrenta os problemas do PEB de frente. Busca-se sempre subterfúgios... Haja visto a postura de Raupp (afinal antes de ser ministro era o presidente da AEB) que tem uma boa visão dos problemas mas não implementa as soluções.

    Creio mesmo que o principal erro de foco dos problemas é concentrar em falta de dinheiro. Se tivéssemos um bom desempenho com o dinheiro recebido teríamos uma moeda política importante - o sucesso. O sucesso abre portas e o facasso as fecha. Temos nos escondido durante muito tempo com a desculpa de que não progredimos por falta de verba. Está na hora de olharmos para a forma como somos organizados e os motivos de nossa improdutividade.

    Apesar de tudo isso o PEB já gerou uma quantidade razoável de tecnologia que está sendo aproveitada em outros setores (e não é essa a sua maior motivação?).

    Hoje a área de defesa é o principal caminho para a engenharia aeroespacial. Foguetes, mísseis, aviões, helicópteros, torpedos, submarinos, VANTs etc. Todos esses projetos em curso precisam de engenheiros especializados. Assim, há mercado para esses sim.

    Seu Blog tem contribuido para a divulgação dessas atividades e poderá continuar sendo. Precisamos de vozes que se levantem pelo PEB. Portanto, não desista!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022