Depois da Queda do Raupp Nada Muda na Política de C&T

Olá leitor!

Segue abaixo uma pequena nota postada hoje (24/01) no site do jornal “O VALE”, destacando que depois da queda do Marco Antônio Raupp, nada mudará na política de ciência e tecnologia no país.

Duda Falcão

IDEIAS

Depois da Queda Nada Muda na Política
de Ciência e Tecnologia no País

January 24, 2013 - 03:53

A queda anunciada do ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp, dá uma ideia do desprezo que o Palácio do Planalto nutre pelo programa espacial brasileiro e pelos institutos de pesquisa subordinados à pasta. Confirma, além disso, que o ministério criado supostamente para incentivar a inovação tecnológica e a pesquisa de ponta no país é um dos mais utilizados como moeda de troca nas barganhas políticas com o Congresso Nacional.

Quando Raupp foi nomeado ministro por Dilma Rousseff, as lideranças do PT na região, entre elas o então deputado federal Carlinhos Almeida, fizeram enorme propaganda do governo. A indicação do ex-diretor do INPE e presidente da SBPC, segundo eles, era uma prova de que Dilma estava comprometida com a comunidade científica e com os projetos prioritários para o setor, como o desenvolvimento de novos satélites e do novo VLS.

Carlinhos transformou Raupp em interlocutor na Esplanada dos Ministérios e valeu-se da agenda de entidades como Sindicato dos Servidores em Ciência e Tecnologia para estabelecer diretrizes seguras para o seu mandato de deputado.

Ligado ao PT, o próprio sindicato que representa os funcionários do INPE e do DCTA tratou a indicação de Raupp como um avanço, mesmo pontuando, com frequência, as carências do setor.

A reforma de Dilma promete enterrar estas expectativas positivas e mostrar toda a superficialidade do discurso petista em defesa da ciência e tecnologia.

O ministério deve ser entregue como brinde ao deputado federal Gabriel Chalita (PMDB), o ex-secretário de Educação que se notabilizou muito mais pela sua febril atividade como escritor do que pelos projetos que tentou emplacar em São Paulo. A ciência e tecnologia vai continuar sofrendo com a falta de recursos, a indefinição de projetos estratégicos e o desmantelamento dos institutos de pesquisa. Enfim, será mais um período de frustração para a comunidade científica brasileira.


Fonte: Site do Jornal “O VALE” - 24/01/2013

Comentário: Apesar da nota não ter sido assinada, o que é uma pena, a mesma demonstra a insatisfação com a saida do Raupp do MCTI, como também com as práticas políticas adotadas no Brasil, principalmente quando se trata do MCTI. Pois é leitor, dizer o que? É por essas e outras que não acredito mais no PEB. Para mim o PEB estará condenado ao sucateamento por conta de energúmenos como a presidente CHUCKY e seus Blue Cats. Isto é, caso a sociedade brasileira e a classe cientifica desse país não se mobilizem para irem a Brasília, quem sabe com o apoio das Forças Armadas, para enquadrar esses irresponsáveis populistas, nem que seja à base do chicote. Quer ser político meu amigo? Defenda os interesses do país e de seu povo, se não a madeira come. Essa é que tem de ser a política. No dia que o nosso povo entender isso, tenham certeza, o país mudará, antes disso, teremos de continuar comendo o prato servido por esses energúmenos, e pior, pago com os recursos públicos. Essa infelizmente é a nossa realidade.

Comentários

  1. Eu continuo não entendendo a surpresa de alguns, mas essa nota merece alguns destaques.

    Quanto a "queda" desse senhor, nada de novo, aqui no blog nós já esperávamos por isso. Esse senhor, longe de "fazer a diferença", demonstrou que é tudo "farinha do mesmo saco", então, que venha outro, que também não vai fazer a menor diferença.

    Por outro lado, tratando-se de um jornal local, parece que eles estão por dentro de como funcionaram e funcionam as coisas, e como o pessoal populista sempre tira proveito para se dar bem e conseguir se eleger.

    A nota também deixa claro de forma bem explícita, a ligação do sindicato que representa os funcionários do INPE e do DCTA com o dito partido populista. Então, por favor, deixem de dar crédito a qualquer iniciativa que parta desse sindicato, pois ele, como vários outros, só servem para atender interesses políticos populistas, nada além disso.

    Então repito mais uma vez. Enquanto o PEB estiver remotamente ligado a tudo isso, e mais ainda, o país estiver afundado nessa lama, só nos resta voltar os nossos esforços para as iniciativas privadas e independentes.

    Ontem a Sra. PresidentA ainda teve a cara de pau de contar aquela lorota energética em rede nacional, e o triste é saber que apesar de todas as provas em contrário, tem gente que acredita, ou finge que acredita, sei lá.

    O último parágrafo da nota, resume bem a situação em que nos encontramos.

    Lamentável.

    ResponderExcluir
  2. A notícia só confirmou o que temos dito até aqui. Enquanto aquela que o Lula diz "ser a melhor gestora que conhece" governa o país por interesses políticos, a desconfiança internacional relativamente ao Brasil aumenta. O Brasil tem começado a ser desprezado em forums economicos internacionais, e lá fora muito repensam se o Brasil é mesmo um candidato à BRIC com o sistema que temos aqui. Como o governo vai querer fazer boa figura se não leva a sério o setor tecnológico?

    ResponderExcluir
  3. Bom dia! Bem, isso trata-se do editorial do Jornal O Vale. Não é assinado, mas quem escreve é o senhor Hélcio Costa, editor-chefe do jornal. Eu apurei uma série de informações e enviei um artigo a ele. Mas, ele pegou as ideias, colocou alguns delírios e publicou como Editorial (opinião do jornal). Um dos principais delírios é dizer que o SindCT apoiou o Raupp. Ora, se tem alguém que fez críticas duras contra ele, esse foi sem dúvidas o Jornal SindCT por diversas questões, dentre elas a subordinação do INPE à AEB. Outro dado é falar que o SindCT é ligado ao PT. A questão é que o Sr. Hélcio Costa e seu jornal tucano acha que todos os órgãos são partidários. Vale lembrar que quem anda muito afetado com as denúncias do SindCT é porque deve, senão estaria apoiando o nosso trabalho jornalístico, que se não fosse sério não estaria pautando grandes jornais do país. Aliás, desafio qualquer um a refutar o que temos publicado.
    Aproveitando:
    "energúmenos como a presidente CHUCKY e seus Blue Cats"
    Discursos rasos ou sem fundamentos é até aceitável por desconhecimento dos assuntos, mas linguagem chula é exclusiva de pessoas que não têm o mínimo de educação. É sempre bom revermos nossa postura, mesmo quando somos oposição a uma ideia.
    Bom dia a todos!
    Shirley Marciano
    Assessoria de Imprensa - SindCT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shirley,

      Folgo em saber que as opiniões registradas aqui no Blog do Duda estão fazendo eco.

      Peço desculpas por ter acreditado sem muitos questionamentos nas afirmações feitas na matéria em referência, publicada como editorial daquele jornal e não assinada.

      No entanto, reitero minha posição de que uma entidade como o SindCT, deveria SIM tomar atitudes veementes, contra esses desmandos, principalmente se, como você afirma, não está ligado nem a esse "governo" nem ao partido que o sustenta.

      Seria muito bom ver uma greve de denúncia a todos esses desmandos, que em última análise, como venho reiteradas vezes afirmando aqui, só prejudica a imagem dos cientistas, engenheiros e técnicos envolvido no PEB, pois é nas costas deles que é colocado o ônus dos insucessos e atrasos.

      Outra coisa, acabei de revisar todos os comentários desse artigo e não encontrei nenhum uso de "linguagem chula" (por definição: palavreado grosseiro, baixo, obsceno, pornográfico).

      A frase citada, "energúmenos como a presidente CHUCKY e seus Blue Cats", é usada frequentemente por aqui, e pode ser entendida por alguns como uma visão caricata (mas muito pertinente), sendo a palavra energúmeno (pessoa ignorante ou muito básica), um termo até muito leve, basta ver os discursos dos nossos ministros (com "m" minúsculo mesmo) dos esportes e de minas e energia para ter uma boa ideia de como chegamos ao fundo do poço nessa questão. A caricatura da PresidentA como CHUCK, não partiu daqui, apenas tem sido utilizada, pois as atitudes dela estão realmente ASSASSINANDO o País e mais especificamente o PEB, e finalmente o termo "Blue Cats", é novamente muito leve para pessoas que convivem com a posse como deputado federal de um criminoso condenado pelo STF. Se fosse EU, usaria o termo jurídico mais apropriado, quando mais de 3 pessoas se reúnem para praticar crimes...

      Muito ao contrário disso, nossos colegas de Blog, fazem em geral uso de sarcasmo, o que é uma manifestação muito sofisticada de opinião.

      De qualquer forma, faço minhas as palavras do Duda: fico muito satisfeito com a sua participação, espero que ela continue pois será sempre bem vinda e agradeço os esclarecimentos.

      Att.

      Excluir
  4. Cara Sra. Shirley Marciano!

    Primeiramente agradeço pelo contato e pelos esclarecimentos, já que inicialmente até pensamos em não postar esse artigo/editorial ou o que seja, em nosso blog, pois o mesmo não estava assinado. No entanto, como o assunto era bastante relevante abrimos uma exceção. Ficamos satisfeitos em saber que o SindCT também ler o nosso blog e criticas como as colocadas pela senhora serão sempre bem vindas. Entretanto, a chamada linguagem Chula citada pela senhora é direcionada às pessoas que assim fizeram por merecer, e não só pela atual situação em que se encontra o PEB e sim pela postura populista do governo como um todo, o que para nós é um desastre. Mesmo a boa educação senhora Shirley tem limites, e o nosso se esgotou no início desse ano após o orçamento da AEB enviado por essa gente ao Congresso.

    Aparentemente temos uma visão diferente do como agir, mas creio que tanto o SindCT quanto o Blog BRAZILIAN SPACE estão buscando soluções para mudar os rumos das coisas. Vocês até agora não conseguiram, nós por outro lado estamos só começando. Uma vez mais Sra. Shirley, agradecemos o seu contato.

    Atenciosamente,

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. Gabriel Chalita foi candidato derrotado do PMDB as eleições para Prefeito em Sampa, nas ultimas eleições. Por ser da base aliada do governo, ele que já foi da turma do PSDB no passado e amigo de Serra e Alckimin, debandou pro PMDB através de um acerto com o vice presidente, Michel Temer, que queria votos do eleitorado católico, na qual Chalita é bastante ligado devido a sua ligação com a Igreja Católica e suas pastorais. Aliou-se ao Haddad no 2° turno contra o Serra e ganhou a inimizade de muita gente. Até falaram que em Sampa, houve união dos “TURCOS”, MALUF, HADDAD E CHALITA (agora também com o ex-Kassab, que vai virar aliado da Dilma com seu novo partido).

    Como prêmio...o ministério da Ciência e Tecnologia de bandeja !

    Na certa vai ajudar no programa espacial com “reza” pro nosso foguete chegar ao espaço .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial