Meteorologistas Avaliam Previsão Climática para o Semiárido

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (04/02) no site do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destacando que Meteorologistas, Pesquisadores e Técnicos brasileiros avaliaram a previsão climática para o Semiárido Brasileiro em evento ocorrido e Fortaleza (CE) em janeiro.

Duda Falcão

Meteorologistas Avaliam Previsão
Climática para o Semiárido Brasileiro

09/02/2011 - 08:29

Meteorologistas, pesquisadores e técnicos dos centros estaduais de meteorologia do Nordeste, bem como do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCT), do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), além de universidades e outros institutos de pesquisa, reuniram-se para elaborar o prognóstico climático para a estação chuvosa na região, com ênfase no trimestre fevereiro a abril. O encontro ocorreu em Fortaleza (CE), em janeiro.

De acordo com o relatório de avaliação dos índices de ocorrência de chuvas nessa região, elaborado pelos participantes do 13º Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido, a previsão de consenso indicou 40% de probabilidade para a categoria normal, 30% para a categoria acima da normal e 30% para a categoria abaixo da normal, sobre praticamente todo o Nordeste. Para o setor norte do Maranhão foram atribuídas as seguintes probabilidades: acima da normal (45%), normal (35%) e abaixo da normal (20%).

Segundo os pesquisadores, as condições oceânicas e atmosféricas indicam as seguintes previsões para o semiárido brasileiro: no Oceano Pacífico, uma condição favorável a um quadro de chuvas regulares, com totais em torno da média; no Atlântico Tropical, há evidências de condições associadas a anos com chuvas em torno a abaixo da média nessa região. Contudo, eles ressaltam que um contínuo monitoramento das condições térmicas, nos próximos meses, do Atlântico Tropical, é fundamental para definir a qualidade da estação chuvosa no setor norte do Nordeste do Brasil.

Além disso, em razão da variabilidade espacial e temporal ser uma característica intrínseca da chuva nesta região, os especialistas recomendam o acompanhamento das previsões diárias de tempo, análises e tendências climáticas semanais emitidas pelos centros de meteorologia. A atualização deste prognóstico emitido durante o Workshop será feita no próximo fórum climático, a ser promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), nos dias 17 e 18 de fevereiro, na cidade de Natal-RN.

Para ler o relatório na íntegra, acessar: www.insa.gov.br/~webdir/Assessoria/workshop_fortaleza_jan_2011


Fonte: Site do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial