COMAE Apresenta Projeto de Serviço de Sensoriamento Remoto Para Órgãos Públicos

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (25/08) no site da Força Aérea Brasileira (FAB), destacando que o Comando da Aeronáutica (COMAER) apresentou em Brasília (DF), Projeto de Serviço de Sensoriamento Remoto para Órgãos Públicos.

Duda Falcão

ESPAÇO

COMAE Apresenta Projeto de Serviço de
Sensoriamento Remoto Para Órgãos Públicos

Órgãos federais poderão receber imagens orbitais ópticas sem repasse de custos

Por Tenente Cristiane
Edição: Por Tenente Gabrielli
Revisão: Major Alle
Fonte: Agência Força Aérea,
Publicado: 25/08/2018 16:00

Fotos: Soldado Willian Campos

Na manhã desta sexta-feira (24), representantes da administração pública federal se reuniram no Comando da Aeronáutica (COMAER), em Brasília (DF), para conhecer o Projeto Básico de Serviços de Sensoriamento Remoto e o Processo de Solicitação de Imagens. Trata-se da disponibilização de meios orbitais para sensoriamento remoto por satélite e de acesso a imagens, novas e pré-existentes em catálogo, com direito de uso e distribuição na esfera governamental. Em 2018, haverá um acordo de cooperação para o repasse das imagens, sem custos para os órgãos, e para os próximos anos, será realizado Termo de Execução Descentralizada.


A Casa Civil da Presidência da República oficializou, em 2016, a necessidade de contratação de satélite para atender demandas de órgãos federais, no que se refere ao fornecimento de imagens. Considerando a expertise da Força Aérea Brasileira (FAB) neste campo de conhecimento, ficou a cargo da FAB a contratação do serviço de sensoriamento remoto por satélite e o repasse das imagens.

Durante a apresentação, o Chefe do Centro de Operações Espaciais (COPE) do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Coronel Aviador Marcelo Magalhães, abordou a prestação de serviços. “A contratação inclui disponibilização de controle do sensoriamento remoto para obtenção de imagens ópticas incluindo equipamentos, materiais, infraestrutura e recursos indispensáveis do segmento terrestre e sua manutenção; treinamento piloto, abrangendo fornecimento de cursos de capacitação para planejamento, operação e manutenção de imagem bruta, bem como as respectivas documentações; acesso a imagens orbitais ópticas, novas e pré-existentes em catálogo, com direito de uso e distribuição na esfera governamental, para o serviço de imagens por satélite”, explicou.


O Coronel Aviador Antônio Ferreira de Lima Junior, do Centro Conjunto de Operações Aéreas (CCOA) do COMAE, realizou a apresentação sobre o processo de gerenciamento de dados de sensoriamento remoto, atualmente utilizado no Comando de Operações, a ser empregado no planejamento, controle e distribuição de imagens de sensores orbitais. Os órgãos públicos da esfera federal interessados em receber as imagens devem formalizar a solicitação e encaminhar o termo de responsabilidade. “Este é o primeiro passo para diagnosticarmos o interesse dos órgãos, por isto é importante formalizar o pedido. Vamos priorizar o acordo de cooperação com os órgãos com maior necessidade inicial. Esta é uma forma do Comando da Força Aérea voltar para a população um produto que é gerado dentro do foco estratégico que é a área espacial”, disse o Coronel Lima Junior.

Ele ainda ressaltou a importância do acordo de cooperação. “Todo o governo federal tem interesse em obter informações, ainda mais num país como o Brasil, de dimensão continental. Este meio é essencial para obter informações de diversos aspectos, como uso do solo, meio ambiente, busca e salvamento. Todo tipo de informações será possível”, frisou.


O Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER) vai intermediar e fiscalizar o acordo entre o COMAE e os órgãos da administração pública. “A ideia desta reunião é divulgar e verificar a demanda dos interessados. A partir destas demandas, vamos verificar como será feito o acordo, se será por órgão ou pelo Ministério”, disse o Coronel Aviador Sergio Barros de Oliveira, representante do EMAER na apresentação.


Fonte: Site da Força Aérea Brasileira (FAB) - http://www.fab.mil.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022