TELEBRÁS Terá Satélite Geoestacionário

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota oficial divulgada ontem (29/09) pela TELEBRÁS confirmando que a empresa irá participar do Grupo de Trabalho que vai elaborar as especificações técnicas para a integração do Satélite Geoestacionário Brasileiro (SGB), que tem o lançamento previsto para 2014.

Duda Falcão

TELEBRÁS Terá Satélite Geoestacionário

29/09/2011

A TELEBRÁS participa de um Grupo de Trabalho que vai elaborar as especificações técnicas para a integração de um satélite geoestacionário com lançamento previsto para 2014. O trabalho que envolve também o Ministério da Defesa, a Agência Espacial Brasileira e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), conta com o aval da presidente Dilma Rousseff. O tema foi tratado em reunião realizada no Palácio do Planalto na última segunda-feira (26.09).

Os satélites vão operar na banda Ka para o atendimento de redes de governo e iniciativas de inclusão digital, bem como na banda X, que será de uso exclusivo das Forças Armadas. Isso permitirá, por exemplo, ampliar o número de municípios que serão atendidos pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) até 2014, hoje estimados em 4.283.

Neste momento, o Grupo de Trabalho estuda se a tecnologia disponível permitirá que a integração dos equipamentos ocorra no Brasil. “A TELEBRÁS está negociando parcerias com a iniciativa privada para propiciar um ambiente de transferência de tecnologia”, informou o presidente da empresa, Caio Bonilha. Os recursos para o lançamento do satélite, estimados em R$ 716 milhões, já estão previstos no Plano Plurianual 2012-2015 do Governo Federal.


Fonte: Site da TELEBRÁS - http://www.telebras.com.br/index.php

Comentário: Com a medida provisória (MP) assinada ontem (veja a nota “Dilma Assinará MP para Desonerar Equipamentos de Defesa” e saiba ainda mais pela nota acima) não resta dúvida que a realização desse projeto de satélite foi facilitada. Entretanto, já estamos praticamente em outubro de 2011 e mesmo que todo processo seja realizado com uma competência e seriedade jamais vista no poder público brasileiro (coisa de fantasia), esse satélite não tem como ser lançado em 2014. Para nós do blog “BRAZILIAN SPACE” isso é pura propaganda política barata, muito comum no meio desses energúmenos e a realidade é que se for adotada a idéia de envolver empresas brasileiras no processo, com muita boa vontade esse satélite não sai antes de 2016 e se for desenvolvido exclusivamente no exterior, o seu tempo de desenvolvimento dependerá do comprometimento do governo em seguir a risca o cronograma de liberação de recursos que deverá ser acordado com a empresa escolhida. É possível cumprir esse prazo? Não resta dúvida que sim, mas infelizmente não com as pessoas que estão pro de trás desse projeto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022