Senador Anibal Defende Investimentos na Política Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (17/10) no “Jornal do Senado” destacando que o Senador Anibal Diniz (PT-AC) defendeu investimentos na Política Espacial em visita ontem (16/10) ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Duda Falcão

C&T

Anibal Defende Investimentos
na Política Espacial

Em visita ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, em São Paulo,
relator do Programa Nacional de Banda Larga aponta dificuldades
no órgão devido à falta de pessoal

Jornal do Senado
17/10/2014

Foto: INPE
Criado para aplicar conhecimentos espaciais no interesse da sociedade,
o INPE precisa de 400 novos profissionais, diz Anibal.

O governo deve fortalecer a política espacial brasileira, mediante a organização de concursos públicos para suprir a atual deficiência de servidores no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), como forma de evitar a perda de conhecimentos acumulados pelo Brasil há décadas.

A avaliação é de Anibal Diniz (PT-AC), que ontem participou de reunião com diretores e funcionários do instituto em São José dos Campos (SP). O senador é relator, na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT), do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), lançado há quatro anos pelo governo federal para levar internet de alta velocidade a todas as regiões do país.

Ele lembrou que o INPE foi criado para incentivar a política espacial e aplicar os conhecimentos em projetos inovadores que atendam o governo e a sociedade. Anibal registrou que o instituto enfrenta dificuldades de operação por falta de demanda de projetos e de pessoal.

Na avaliação de Anibal, o instituto, que conta hoje com 1.049 servidores — distribuídos nas carreiras de gestão, tecnologia e pesquisa — precisaria de 400 novos profissionais, pois muitos dos técnicos em atividade já ultrapassaram a idade de se aposentar.

Ontem, ainda em São José dos Campos, Anibal também visitou o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Altave. A empresa, em parceria com o órgão, desenvolve um balão que poderá estabelecer um enlace de comunicações para atender a demanda de internet de banda larga nas localidades mais isoladas do país, sobretudo nas Regiões Norte e Nordeste.

A ideia é que o balão opere a 300 metros do solo e tenha a capacidade de substituir até sete torres de retransmissão de sinais. O projeto encontra-se em avaliação no Ministério das Comunicações.

O relatório de Anibal a respeito do PNBL deve ser apresentado em meados de novembro. O senador pretende contribuir para que o Brasil “se coloque diante do espelho e se veja na área de ciência e tecnologia”.


Fonte: Jornal do Senado - 17/10/2014

Comentário: Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, enfim se alguém ainda acredita na sinceridade das coisas que esses energúmenos dizem, ta aí a noticia. E ainda por cima um Petralha. Ora, faça-me uma garapa. O cara só disse o que o pessoal do INPE esperava que ele dissesse.

Comentários

  1. O melhor de tudo é que a foto da noticia é do satélite argentino SAC-D/Aquarius, testado no LIT-INPE tempo atrás. É o SAC-D, não é? Abraço

    http://www.lit.inpe.br/node/239

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Demóstenes!

      É o que parece ser amigo, rsrsrsrs.

      Abs

      Duda Falcão
      (Brazilian Space)

      Excluir
  2. Hermanos e hermanas...mais importante foi agitar banderola na ISS.

    ResponderExcluir
  3. É aí, que como contribuinte pragmático eu pergunto: será mesmo que o INPE precisa de mais 400 funcionários pagos as custas dos nossos impostos e com direito a uma aposentadoria diferenciada no final da carreira?

    Pra quê? Para produzir exatamente o que? E em quanto tempo?

    É meus amigos, já passou da hora de deixar de ser sonhador e ser prático. Vamos continuar sustentando esse programa espacial de brinquedo? Até quando? Quem está dentro, como já ficou bastante demonstrado, não tem nenhuma queixa, afinal eles recebem os salários em dia no fim do mês. Já viram alguma greve deles para exigir condições mínimas de bom senso para gastar o nosso dinheiro?

    Acordem !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estimado Marcos,

      INPE podrá contar con el personal más calificado del planeta, pero mientras no exista una política de estado y un plan espacial serio y de largo plazo, sus técnicos e ingenieros apenas podrán realizar logros aislados con resultado del propio sacrificio personal.

      Saludos

      Excluir
  4. Efectivamente. El Satélite de la fotografía es el SAC-D/Aquarius de CONAE-NASA.

    saludos

    ResponderExcluir
  5. Ao mesmo tempo que o PT faz clara oposicao ao avanco do setor espacial (entre outras coisas, criando a malfadada ACS em detrimento do programa Cruzeiro do Sul), por outro aparece alguem do mesmo partido se dizendo preocupado com o fraco avanco do mesmo setor. Quem conhece comunista sabe que essa tatica no meio deles eh bastante velha. Inclusive aparece no livro "1984", onde supostamente um opositor dos metodos do regime estava afinal jogando a favor deles. Essa gente faz tudo para sair bem na fita, O pior eh que nao precisam sequer de manter a coerencia para fazer isso, o que so ressalta o nivel de manipulacao apresentada por eles. Chega de hipocrisia! Chega de PT!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial