Doutorado Sobre Atmosfera da Grande São Paulo é Premiado

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (09/09) no site da “Agência FAPESP”, destacando que Doutorado sobre atmosfera da Grande São Paulo foi premiado no “13º International Global Atmospheric Chemistry (IGAC)”.

Duda Falcão

Notícias

Doutorado Sobre Atmosfera da
Grande São Paulo é Premiado

09 de outubro de 2014

(Foto: Patrícia Ferrini)
Estudo utiliza laser para obter informações sobre
material particulado e moléculas presentes na atmosfera
e seus impactos ambientais.

Agência FAPESP – A pesquisa de doutorado “Avaliação da higroscopicidade de aerossóis em atmosferas urbanas pela técnica Lidar”, desenvolvida por Patricia Ferrini Rodrigues no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), com apoio da FAPESP, foi o único trabalho de autor brasileiro premiado no 13º International Global Atmospheric Chemistry (IGAC), realizado de 22 a 26 de setembro, em Natal (RN).

Concorreram às premiações 430 pesquisadores de 18 países, divididos em seis categorias. Foram apresentados 88 trabalhos brasileiros e Ferrini foi premiada na categoria “Interactions between aerosols, clouds and precipitation”.

A pesquisa utiliza a técnica de sensoriamento remoto Light Detection and Ranging (Lidar) para coletar dados capazes de fornecer informações sobre o material particulado e vapor de água presentes na atmosfera da região metropolitana de São Paulo.

De acordo com Ferrini, as informações ajudam a entender a formação de nuvens e sua relação com o balanço radioativo do planeta. “Os dados obtidos dizem respeito à interação das partículas com o vapor de água e à sua contribuição para a formação de nuvens, fenômeno importante para entendermos o quanto de energia solar chega à Terra e está diretamente relacionado às mudanças climáticas e ao aquecimento global”, disse à Agência FAPESP.

A pesquisa é realizada no Laboratório de Aplicações de Laser em Pesquisa Ambiental do Centro de Laser e Aplicações do Ipen. “No laboratório, utilizamos um laser dirigido à atmosfera. A partir da luz que volta, espalhada pelas partículas, conseguimos obter informações sobre o material particulado e suas interações com o vapor de água, sendo possível fazer estudos sobre os componentes da atmosfera”, explicou.

Para Ferrini, o prêmio representa um reconhecimento das pesquisas na área ambiental com lasers. “O uso do Lidar como ferramenta para estudo desses fenômenos se mostra cada vez mais promissor, pois é possível fazer o sensoriamento da atmosfera em condições não perturbadas.”

O doutorado é desenvolvido no Programa de Pós-graduação em Tecnologia Nuclear do Ipen, vinculado à Universidade de São Paulo (USP), e tem orientação de Eduardo Landulfo, coordenador do laboratório.


Fonte: Site da Agência FAPESP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022