Jornada de Foguetes Reúne 600 Estudantes em Barra do Piraí (RJ)

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (24/10) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que Jornada de Foguetes reúne 600 estudantes em Barra do Piraí (RJ).

Duda Falcão

Jornada de Foguetes Reúne 600
Estudantes em Barra do Piraí (RJ)

Ascom da OBA


Brasília, 24 de outubro de 2014 – Com a participação de 600 estudantes e professores começa na segunda-feira (27) e vai até o próximo dia 2 de novembro, em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, a 6ª Jornada de Foguetes, organizada pela 8ª Mostra Brasileira de Foguetes (MobFog), eventos que têm o apoio da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Esse ano, os vencedores receberão não só o material didático como também um troféu no formato do foguete brasileiro VSB-30. Nos anos anteriores, foram as réplicas do Veículo Lançador de Satélites (VLS) e do foguete Sonda 3.

Os grupos foram selecionados a partir da 8ª MobFog. A edição desse ano recebeu mais de 60 mil alunos, quase 10 mil a mais do que em 2013.

Na jornada, os jovens apresentarão os seus foguetes de garrafa pet e suas bases de lançamento. Os protótipos serão movidos a combustível líquido composto de vinagre e bicarbonato de sódio. Além dos lançamentos, o programa ainda promove palestras de astrônomos e especialistas em astronomia e astronáutica.

Os vencedores serão aqueles que lançarem mais longe os foguetes. Além disso, haverá prêmios para as seis melhores apresentações. O júri, para essa avaliação, será composto pelos professores de todas as equipes presentes. Serão analisados pela banca examinadora acabamento e originalidade do foguete; acabamento e originalidade da base; segurança e apresentação da equipe participante. Os participantes também concorrem a 35 bolsas de iniciação científica júnior, oferecidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Objetivo - Realizada pela Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), a iniciativa é aberta aos alunos de escolas públicas e particulares do ensino fundamental e médio. A finalidade é avaliar a capacidade dos jovens de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet ou de canudo de refrigerante, conforme o nível do aluno.

Só os participantes do nível 4 (projetos de foguetes de garrafa pet movido a vinagre e bicarbonato de sódio) são convidados para a Jornada. Além da distância dos protótipos, os trabalhos também são avaliados por meio dos relatórios enviados pelos estudantes e professores à coordenação da Mostra. Caso a escola esteja dentro das regras e atinja o objetivo, é convidada para participar da Jornada de Foguetes.

A iniciativa tem como apoiadores além da AEB a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), a Fundação Marcos Pontes, o CNPq e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Veja também: http://www.oba.org.br


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentários

  1. Quem diria que a ociosidade causada aos técnicos do CLBI pela falta de lançamentos de cargas uteis poderia gerar frutos positivos!!!

    http://www.aereo.jor.br/2014/10/24/exclusivo-vant-desenvolvido-por-alunos-da-ufrn-e-tecnicos-da-barreira-do-inferno/

    ResponderExcluir
  2. Sobre o assunto em pauta no post, de se lamentar apenas que o evento não seja dividido em faixas etárias/escolares, e que os alunos possam ir além dos foguetes básicos de garrafa pet, e até esses, já poderiam e deveriam estar num outro estágio, como no exemplo do link abaixo:

    Professional water rocket guide.

    Quanto a iniciativa dos técnicos do CLBI e da UFRN mencionada, realmente estão de parabéns, provando que a ideia proposta nos comentários desse post, de o pessoal do ITA projetar e a AVIBRÁS construir uma carga útil padrão para os foguetes de treinamento, é plenamente viável.

    Então, só falta tomar a atitude de REALIZAR, e não mais pedir, como foi feito no caso do VANT desenvolvido por alunos da UFRN e técnicos da Barreira do Inferno.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial