FINEP Assina Contrato Para Desenvolvimento das Redes Elétricas do VLM-1

Olá leitor!

Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) publicou no Diário Oficial da União (DOU) do dia de hoje (22/10) um importante “Extrato de Contrato” assinado com a empresa JTDH ENGENHARIA LTDA, tendo como objetivo o “Desenvolvimento das Redes Elétricas para o VLM-1 - REDVLM". Abaixo segue o extrato como publicado no DOU.

Duda Falcão

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS

EXTRATOS DE CONTRATOS

Espécie: Contrato de Concessão de Subvenção Econômica Ref.0248/14;
Data da Assinatura: 13/10/2014;
Partes: FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS – FINEP - CNPJ n.º 33.749.086/0001-09 e JTDH ENGENHARIA LTDA EPP - CNPJ n.º 08.966.287/0001- 10;
Objeto: "Desenvolvimento das Redes Elétricas para o VLM - REDVLM";
Valor: R$ 5.637.498,00;
Empenho: 2014NE002790;
Programa de Trabalho: 64595;
Natureza da Despesa: 31.60, 33.60 e 44.60;
Fonte: SUBVENÇÃO ECONÔMICA (0172024307);
Contrapartida: R$ 600.000,00;
Prazo de Utilização dos Recursos do Projeto: 30 (trinta) meses, a partir da data da assinatura do Contrato.

SHEILA MARTINS FONSECA
Equipe de Apoio

Bom leitor o curioso sobre esse contrato é que pelo que parece por alguma razão (boa ou não, não tenho dados para avaliar) a empresa brasileira MECTRON (responsável pelas Redes Elétricas do VLS-1) foi preterida neste contrato, talvez devido ao grande atraso causado pela mesma para a entrega das Redes Elétricas do VLS-1 VSISNAV, não sei, mas é uma possibilidade. Seja como for está é uma grande notícia para o Projeto do VLM-1.


Fonte: Diário Oficial da União (DOU) - Seção 3 - pág. 12 - 22/10/2014

Comentários

  1. Saber que de uma forma ou de outra, o projeto do VLM está andando, não deixa de ser uma boa notícia...

    ResponderExcluir
  2. Duda
    Como nunca ouvi falar de tal empresa nem qual experiência teria para fazer a rede elétrica de um foguete lançador de satélites, fui procurar na internet. Não encontrei nenhum site dessa empresa mas encontrei seu registro. Trata-se de uma micro empresa sediada em um apartamento. Será que a FINEP não investigou isso ? tá muito esquisito ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. Heisenberg!

      Hummmmm, eu também não sei que empresa é esta, nunca ouvi falar e se o senhor estiver certo realmente é muito esquisito e preocupante. Sugiro que entre em contato com os seus contatos para obter maiores detalhes sobre esta empresa.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Quem poderá nos salvar? Será o Chapolin Escarlate?

      Micro empresa sediada num apartamento fazendo a rede elétrica de um foguete ???

      Agora achar que a FINEP vai investigar alguma coisa...

      Aqui no Rio, um dos conselheiros do TCE, órgão responsável por fiscalizar as contas do estado, contratou uma personal trainer para ele e a esposa como funcionária do TCE por mais de dois anos com salário de mais de R$ 9.000. O caso é SUPER escabroso, e foi comprovado pelas próprias ações do tal conselheiro, e adivinhem. Dificilmente alguém vai sair preso dessa.

      RJTV flagra troca de mensagem entre conselheiro e investigada no TCE-RJ

      Isso dá bem a ideia do estado de descalabro ao qual chegamos. Tá todo mundo acostumado. Isso tudo é "normal"...

      É nessas horas que dá vergonha de ser brasileiro.

      Excluir
    3. Dei uma procurada, esse recurso veio do projeto inova_aerodefesa.
      Aparentemente essa empresa tem alguma ligação com a CENIC, como tá escrito nesse pdf aqui: http://convergenciadigital.uol.com.br/inf/inova_aerodefesa.pdf

      Abs

      Eduardo

      Excluir
    4. Olá Eduardo!

      Acho que você matou a charada e sendo realmente uma empresa ligada a CENIC existe competência comprovada. Valeu pela ajuda.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    5. Tá, mas e o fato da empresa recebedora do recurso ser uma micro empresa sediada num apartamento?

      Tudo certo com isso???

      CENIC ENGENHARIA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. (empresa parceira recebedora do recurso de subvenção: JTDH Engenharia).

      Eu continuo achando no mínimo estranho...

      Então uma micro empresa de alguém, sediada num apartamento, recebe o dinheiro (R$ 5 milhões !!!) e "repassa" para outra ?

      Alguém que entenda do assunto, por favor me explique, por que deve ser necessário ser "cientista de foguete" pra entender, o que não é o meu caso...

      Excluir
  3. A quem se interessar, nos demos ao trabalho de tentar localizar a referida micro empresa no Google Maps.

    Aparentemente ela fica num prédio entre o "Mercadinho Josefina" a a "Val Móveis e Cia".

    Segue o link:

    JTDH ENGENHARIA LTDA.

    É lá que vão ser aportados os mais de R$ 5 milhões...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcos!

      Realmente é bastante estranho, mas eu creio que deva ter uma explicação ligada a CENIC, pode ser que seja uma empesa pequena subsidiária da CENIC, mas concordo que se esse endereço encontrado por você for o verdadeiro existe algo de muito estranho nesta história. Vou procurar me informar.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  4. muito esquisito..
    CENIC, FINEP, IAE, AEB todos devem esclarecimentos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial