Satélite CBERS-4 Já Está na Base de Lançamento Chinesa

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (21/10) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que o Satélite CBERS-4 já está na Base de Lançamento Chinesa.

Duda Falcão

Satélite CBERS-4 Está na
Base de Lançamento Chinesa

CCS-AEB com informações do INPE

Foto: AEB/Divulgação
O CBERS-4 e seu painel solar passam por mais uma bateria de testes
na base de lançamento de Taiyuan até final de novembro.

Brasília, 21 de outubro de 2014 – O quinto exemplar da série de satélites do programa de Satélites Sino-Brasileiro de Sensoriamento Remoto, o CBERS-4, já está na base de lançamento em Taiyuan, na China, para onde foi transportado na sexta-feira (17). Seu lançamento ao espaço está programado para 7 de dezembro próximo.

A bateria de testes do projeto realizada na Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (CAST), em Beijing, em setembro, confirmou que o satélite concluiu com sucesso todas as fases de sua montagem, integração e testes, realizadas em conjunto por equipes do Brasil e China.

Nesta semana os dois módulos do satélite e o painel solar, que é transportado em separado, passarão por um procedimento de verificação após o transporte e iniciam uma bateria de testes que vão até o final de novembro. A instalação do CBERS-4 na coifa na qual é levado ao espaço também ocorre na última semana de novembro.

Entre os testes pelos quais o satélite passa até o mês que vem, após a montagem dos módulos de carga útil e de serviço, estão o elétrico o de fechamento da estrutura e de abertura do painel solar.

A Agência Espacial Brasileira (AEB) aguarda para breve o relatório final do foguete chinês Longa Marcha-4B (LM-4B), que colocará em órbita o CBERS-4. Após a falha ocorrida com um foguete da série no final de 2013 e que causou a perda do satélite CBERS-3 o projeto foi totalmente revisado.

Em setembro último o veículo voltou a ser usado em dois lançamentos de satélites com êxito. O veículo LM-4B foi projetado e fabricado pela Academia Shanghai de Tecnologia de Voos Espaciais (SAST), subordinada a Corporação Chinesa de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (CASC). Até o momento os lançadores da frota já realizaram mais de 190 voos, sendo mais de 40 com o modelo LM-4.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial