Paradeiro de Bandeira 'Espacial' é Motivo de Divergência

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (18/07) no site do jornal “Folha de São Paulo” destacando a controvérsia do paradeiro da bandeira espacial brasileira da “Missão Centenário”.

Duda Falcão

Ciência

Paradeiro de Bandeira 'Espacial' Brasileira é
Motivo de Divergência

GIULIANA MIRANDA
DE SÃO PAULO
18/07/2011 - 08h36

Onde foi parar a primeira e até agora única bandeira do Brasil levada oficialmente por um brasileiro ao espaço? Cinco anos após a única missão espacial do país, ninguém parece concordar.

A FAB (Força Aérea Brasileira) diz que ela está exposta no Museu de Aeronáutica, em Recife (PE). Já a presidência da República diz que o item saiu de Brasília em dezembro do ano passado, junto com a mudança do ex-presidente Lula.

Aparentemente, a confusão começou quando Marcos Pontes - o único brasileiro no espaço - recebeu, pouco após a viagem, uma medalha de Lula no palácio do Planalto, em 20 de abril de 2006.

É esse o último momento em que o paradeiro da bandeira é consenso entre as autoridades envolvidas.

Sergio Lima - 5.abr.2006/Folhapress
Com a bandeira 'perdida' ao fundo, Pontes fez uma
teleconferência do espaço com Lula

O então chefe do Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), major brigadeiro Ribeiro Telles - hoje já na reserva - diz ter encontrado a bandeira por acaso no Planalto, pouco após a cerimônia.

"Eu vi a bandeira com um rapaz, depois da cerimônia, e fiquei preocupado. Eu não sabia que bandeira era aquela, mas nós temos um rigor muito grande com as bandeiras. Fiquei com medo de que ela se perdesse", disse.

Foi só depois de um tempo que o militar percebeu o que tinha encontrado.

Como forma de garantir que algo esteve mesmo na ISS (Estação Espacial Internacional), existe um carimbo de autenticidade que marca essas peças. Além dessa certificação, a bandeira brasileira também tem a assinatura de todos os astronautas a bordo da ISS na Missão Centenário.

Em seu livro lançado neste ano sobre os bastidores da viagem, "Missão Cumprida" (ed. McHillard), Marcos Pontes narra a conversa que teve com Ribeiro Telles pouco após o episódio. Descrito, aliás, de forma um pouco diferente da relatada pelo major brigadeiro à Folha.

Segundo Pontes, o militar, em vez de explicar o extravio da bandeira, resolveu esperar para "ver se alguém se dá conta da perda e sai por aí perguntando". O que nunca aconteceu.

"Nesse tempo todo, ninguém nunca perguntou por ela", responde, resignado, o ex-chefe do Cecomsaer. Procurada pela reportagem, a AEB (Agência Espacial Brasileira) levou quatro dias para informar a localização da bandeira. Por meio de sua assessoria, disse que bandeira foi entregue "simbolicamente" a Lula por Raimundo Mussi, gerente da missão. Ele a teria deixado com o chefe de gabinete.

Segundo a agência, a partir daquele momento, a AEB "não tem mais responsabilidade sobre a bandeira". A presidência da República confirma o recebimento e diz que a bandeira se mudou junto com Lula quando o ex-presidente deixou o cargo. Já o major brigadeiro Ribeiro Telles, no entanto, tem uma versão diferente.

Cansado de esperar que alguém desse por falta da bandeira, ele a teria entregue ao comando da Aeronáutica. Embora afirme que a bandeira esteja no museu, a assessoria da FAB não soube informar desde quando ela se encontra lá e nem como, afinal, ela foi parar nesse lugar. "É muito triste ver um símbolo único do nosso país tratado assim", lamenta-se Marcos Pontes.


RAIO-X

MISSÃO CENTENÁRIO

Período

30/06/2006 a 08/04/2006

Custo

Cerca de US$ 10 milhões

Descrição

Como o Brasil não entregou as peças sob sua responsabilidade da estação espacial, não pôde viajar em 2001, como previsto. O jeito foi uma 'carona' paga.

Denis Sinyakov - 9.abr.2006/France Presse
O astronauta Marcos Pontes segura a bandeira na volta à Terra


Fonte: Site do Jornal Folha de São Paulo - 18/07/2011

Comentário: O que dizer disso amigo leitor? Só posso dizer, contando com a compreensão do jornarlista Boris Casoy, plagiá-lo dizendo: "Isto é uma vergonha" e cabe ao governo brasileiro se pronunciar publicamente dando conta do paradeiro dessa bandeira, apesar de que agora em nossa opinião será muito dificil confirmar a sua autenticidade (carimbos e as assinaturas dos cosmonautas podem ser duplicadas com facilidade) o que facilitará resolver o problema políticamente. Se a bandeira está com ex-presidente LULA, o mesmo tem de devovê-la pois não lhe pertence e sim ao povo brasileiro. Se está no museu da Aeronáutica em Recife (PE), a mesma tem de ser levada para o Museu Aeroespacial Brasileiro (MAB), onde já deveria está desde que retornou do espaço, inclusive junto com a cápsula Soyuz TMA-8 que foi doada pelo governo Russo e ao que parece até agora não entregue no Brasil, muito provavelemente pela falta de interesse do governo brasileiro. É muito simples, quem quer algo corre atrás e até agora o Brasil não fez isso e os russos vão empurrando a doação com a barriga. Lamentável!.

Comentários

  1. O que dizer disso, um absurdo.

    Querido Duda queria fazer uma recomendação, se possível desabilitar essa caixa de vídeo "USTREAM", pois quem acessa seu blog via Google Chrome, que é o meu caso, não consegue visualizar a primeira postagem inteira, pois ele ocupa grande parte do texto.

    Sendo assim, ficando obrigado a acessar via o lento-horrível Internet Explorer.

    No mais, é so uma sugestão.

    Abs.
    Ramir

    ResponderExcluir
  2. Olá Ramir!

    Tudo bem amigo? Realmente, é um absurdo, mas infelizmente é um exemplo de como as coisas ocorrem no Brasil. Fazer o que? Bom, você é a segunda pessoa a reclamar disso, mais qual caixa vocês estão se referindo?

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022