ANATEL Autoriza Licitação para Dir. de Expl. de Satélite

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (14/07) no site da “Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL)” destacando que a agência autorizou a licitação para “Direito de Exploração” de satélite brasileiro para o transporte de sinais de telecomunicações.

Duda Falcão

ANATEL Autoriza Licitação para Direito
de Exploração de Satélite Brasileiro

14 de julho de 2011

O Conselho Diretor da Anatel autorizou hoje, em sua 613ª reunião, a abertura de procedimento licitatório, na modalidade de concorrência pública, para conferir direitos de exploração de satélite brasileiro para transporte de sinais de telecomunicações.

Até quatro novos satélites brasileiros poderão entrar em operação nos próximos cinco anos, ocupando posições orbitais em coordenação ou notificação em nome do Brasil ante a União Internacional de Telecomunicações (UIT).

A nova licitação possibilitará aumentar a capacidade satelital brasileira para atender as atuais demandas no setor e aquelas antecipadas em função de grandes eventos, tais como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, entre outros projetos.

O edital de licitação para conferir direito de exploração de satélite brasileiro estará disponível para consulta na página da ANATEL em 19 de julho. Para participar da licitação, os interessados devem adquirir o edital com a Comissão de Licitação, situada no 9º andar do Bloco E, Quadra 6, Setor de Autarquias Sul, Brasília - DF, a partir do dia 19 de julho de 2011, nos dias úteis, no horário de 9h às 12h e de 14h às 16h.

Nesta licitação, além das posições orbitais e faixas de freqüências não planejadas, as interessadas poderão escolher posições orbitais e faixas de freqüências associadas aos planos dos Apêndices 30, 30A e 30B do Regulamento de Radiocomunicações da UIT.

Os satélites deverão cobrir 100% do território brasileiro e dedicar parte da capacidade para atender o mercado brasileiro. Os direitos de exploração serão conferidos por 15 anos, prorrogáveis uma única vez. Uma mesma empresa poderá obter até dois dos quatro direitos licitados.

O edital de licitação para o direito de exploração de satélite brasileiro foi objeto da Consulta Pública n.° 10, de 15 de fevereiro de 2011.


Fonte: Site da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL)

Comentário: Em nossa opinião o ponto baixo dessa notícia é a não exigência pela ANATEL ou pelo governo (a quem caber), da necessidade de haver algum envolvimento de indústrias brasileiras no desenvolvimento conjunto dos satélites com as indústrias estrangeiras selecionadas pelas empresas vencedoras das concessões de exploração desse serviço. Realmente é o fim da picada e total falta de visão dessa gente, e mais uma vez o Brasil irá perder outra oportunidade de desenvolver sua indústria de satélites. Lamentável!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial