Coyote Rockets Realiza Novo Teste do Motor CRLP

Olá leitor!

A Coyote Rockets Company realizou hoje (31/03) o "Teste Estático, de Pressurização e Empuxo" do motor-foguete líquido CRLP (Coyote Rocket Liquid Propulsion) que se encontra em fase de desenvolvimento, chegando-se durante o teste a uma pressão de camera de 5,5 BAR, portanto um empuxo estimado em 3000 Newtons.

Segundo o diretor da empresa, o senhor Wagner Brito, o ideal sería um teste em Dinamômetro, mas como ainda a empresa não dispoe deste aparelho, os cálculos foram feitos através de programas específicos, e citamos abaixo alguns resultados do CRLP:

Peso do motor: 4,8 kg
Cilindro combustívél cheio: 4,5 kg
Cilindro de LO2: 5,0 kg
Tempo de queima: 26 seg
Empuxo estimado: 3000 Newtons

Calculando uma fuselagem simples em fibra com um peso aproximado de 4,0 kg, chegamos a um total de 18,0 kg. Portanto, gerando 3000N durante 26 segundos o foguete atingiria 7000 metros de altitude numa velocidade aproximada de 650 k/h, produzindo 11,2 G force.

Ainda segundo o senhor Wagner Brito, essa versão do CRLP não é um produto pronto, mas que embora modesto, já está em funcionamento e pode ser considerado um motor-foguete liquido brasileiro bem próximo de alcançar a versão final de vôo.

O diretor da Coyote aproveita para declarar de público que não fará mais uso de recursos financeiros próprios, pois crer que a empresa deu a sua contribuição deixando explicito a seriedade e capacidade de todos que participaram no desenvolvimento deste projeto.

Assim sendo, ele espera que o trabalho da sua empresa e de sua equipe possa ter o reconhecimento dos agentes financiadores do governo. Com a palavra a AEB, FAPESP, FINEP, MCT, Ministro Mercadante...

Abaixo segue o vídeo do teste.

Duda Falcão

Teste estático, de pressurização e empuxo do CRLP
São Caetano do Sul (SP) - 31/03/2011


Fonte: Coyote Rockets Company

Comentários

  1. Muito importante destacar que:

    O motor é 100% brasileiro, componentes de fabricação própria com materiais fabricados no Brasil, e como combustível, uma mistura de Etanol e Metanol, também um produto nacional.

    Portanto se o PEB tiver interesse, a Coyote Rockets Company estará a disposição para encontrar soluções na fabricação de Veículos Lançadores Brasileiro.

    Fabricar satélites para estreangeiros lançarem, é o mesmo que comprar um aparelho de DVD e não ter televisão.

    Wagner"Coyote" Britto.
    São Caetano do Sul - SP

    ResponderExcluir
  2. O espirito é esse Wagner!

    Sucesso sempre amigo para Coyote e para todos de sua equipe.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial