Brazilian Infrared Satellite (BIS), Realidade ou Sonho?

Olá leitor!

Pesquisando na internet descobrir algo muito interessante que até então não tínhamos conhecimento. Trata-se de um projeto de satélite científico liderado por Jacques Lépine (IAG-USP) e pelo astrônomo José Renan de Medeiros (UFRN), em parceria com o Observatório de Paris, chamado de BIS (Brazilian Infrared Satellite).

Infelizmente pelo que parece esse projeto está de stand by ou foi cancelado, vindo assim a juntar-se com outras iniciativas brasileiras no campo da "Astronomia Espacial", como por exemplo os engavetados MCE (Monitor de Clima Espacial), a sonda Santos Dumont e a sonda lunar Ishtar, todos em parceria com a Rússia.

Mais recentemente existe a inovadora “Missão ASTER” para um asteróide próximo da Terra que ainda luta para ser aprovada pelo governo num esforço grande da comunidade científica contando com a participação de 13 instituições do país, entre universidades e centros de pesquisa.

O crescimento dessa área de Astronomia Espacial no Brasil é de extrema relevância não só pelos resultados científicos que a mesma pode gerar, mas também pelo grande impulso que trará para o desenvolvimento do “Programa Espacial Brasileiro”.

Por enquanto a única ação nessa área prevista pelo Plano Nacional de Atividades Espaciais (PNAE) é a “Missão MIRAX”, integrante do satélite científico Lattes-1, que está previsto para ser lançado em 2015.

Se algum leitor tiver maiores informações sobre o projeto do BIS, por gentileza entre em contato com o blog pelo e-mail: brazilianspace@gmail.com, para que possamos esclarecer melhor essa notícia.

Duda Falcão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022