CBERS-3/Amazônia-1: MCTI Envia Servidores a China e Israel

Olá leitor!

Diário Oficial da União (DOU) de ontem (15/08) publicou dois Despachos do Ministro Marco Antônio Raupp, autorizando um servidor do INPE a viajar para à China visando  tratar de assuntos relacionados com o Satélite CBERS-3 e um outro servidor também do INPE, para viajar à Israel para tratar de assuntos relacionados com o Satélite Amazônia-1. Abaixo seguem os despachos como publicados no DOU.


Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

DESPACHOS DO MINISTRO
Em 9 de agosto de 2013

Afastamentos do país autorizados na forma do Decreto nº 1.387, de 07 de fevereiro de 1995:

IVAN MÁRCIO BARBOSA, Tecnologista do INPE, acompanhar, na qualidade de Chefe da Divisão de Geração de Imagem do INPE, o teste de simulação de órbita do satélite, preparação da documentação para a Revisão Final de Projeto (FDR) e participar da FDR do Satélite CBERS-3, em Pequim/China, no período de 10.08 a 29.08.2013, com ônus para o INPE. Art. 1º, inciso V.

SERGIO NORIO ITAMI, Tecnologista Sênior do INPE, acompanhar, na qualidade de responsável pela garantia do produto do Satélite Amazônia - 1, o Procedimento do Teste de Aceitação dos Modelos de Voo das Placas de Interface do Subsistema OBDH (placas FIOG) do Satélite Amazônia-1, para assegurar, antes do envio ao INPE, que o produto atende às especificações de garantia do produto, em Herzlia/Israel, no período de 09.08 a 16.08.2013, com ônus para o INPE. Art. 1º, inciso V.

Min. MARCO ANTONIO RAUPP

Pois é leitor, faz tempo que não ouvíamos nada sobre o Satélite Amazônia-1 que é uma das maiores novelas de todo Programa Espacial Brasileiro. As últimas notícias significativas que eu me lembro relacionadas com esse projeto, foi a notícia em 2012 do desenvolvimento pelo INPE de seu propulsor (veja aqui) e a notícia desse ano sobre a viajem do tecnologista do INPE, Fabrício de Novaes Kucinskis, a sede da empresa INVAP em Bariloche na Argentina, para tratar de assuntos relacionados com o desenvolvimento do Subsistema de Controle de Atitude e Supervisão de Bordo (ACDH) desse satélite (veja aqui).

Em nossa opinião leitor o INPE está devendo a Sociedade Brasileira uma grande e esclarecedora matéria sobre como anda esse projeto, já que o mesmo remota à antiga MECB (Missão Espacial Completa Brasileira) dos anos 80 do século passado, quando então era conhecido com SSR-1, ou seja, Satélite de Sensoriamento Remoto-1.

Duda Falcão


Fonte: Diário Oficial da União (DOU) - Seção 2 - pág. 06 - 15/08/2013

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022