MCTI e TIM Firmam Parcerias Para Monitoramento de Chuvas

Olá leitor!

Segue uma nota postada dia (28/08) no seu site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que o MCTI e a TIM firmaram parcerias para Monitoramento de Chuvas.

Duda Falcão

MCTI e TIM Firmam Parcerias
Para Monitoramento de Chuvas

Isadora Grespan
Ascom do MCTI
28/08/2013 - 18:02

Foto: Augusto Coelho / Ascom do MCTI
Raupp e o presidente da TIM, Rodrigo Abreu.

O monitoramento de chuvas em áreas de risco de desastres naturais ganhou um novo componente nesta quarta-feira (28), com a assinatura de um termo de parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a operadora de telefonia TIM.

O acordo prevê a instalação de pluviômetros automáticos em torres de telefonia (estações de rádio base - ERBs) localizadas nessas áreas. Os dados coletados pelos aparelhos serão enviados à plataforma de monitoramento do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (CEMADEN/MCTI).

“Esses equipamentos medem a quantidade das chuvas a cada cinco minutos e transmitem essas informações para o CEMADEN. Este, por sua vez, transmite para a Defesa Civil, que é a responsável pela emissão de alertas à população”, explicou o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do MCTI, Carlos Nobre. “Em poucos anos vamos aumentar a capacidade de resposta do Brasil a desastres naturais, o que não tínhamos no passado. Essa parceria é muito importante nesse processo”.

A expectativa, segundo ele, é a de que sejam instalados 2.800 pluviômetros automáticos em 2.800 áreas de encostas, riscos de deslizamento e inundações até o final de 2014. Mil equipamentos devem ser instalados até dezembro deste ano, sendo entre 100 e 120 na região serrana do Rio de Janeiro.

“Começamos pela região serrana, mas vamos também para a área metropolitana da cidade do Rio de Janeiro, seguindo pela costa do sul do estado, costa e região metropolitana de São Paulo até o Vale do Itajaí, em Santa Catarina”, detalhou o ministro Marco Antonio Raupp.

Ele lembrou que essas áreas são as primeiras a receber os equipamentos porque as regiões brasileiras têm regimes diferentes de chuvas. “Estamos concentrando nessas localidades pois são as que sofrem com as chuvas de verão, de dezembro a fevereiro. A partir do ano que vem vamos instalar em outras regiões do Brasil”.

Atualmente, o CEMADEN monitora mais de 340 municípios, enviando alertas de risco de deslizamento e inundação. A meta do governo é ampliar para 821 o número de cidades monitoradas até o final de 2014.

O investimento do MCTI na aquisição e instalação dos equipamentos é de R$ 50 milhões. Caberá à TIM oferecer os chips e a localização física das torres para a instalação dos aparelhos. “O objetivo central desse projeto é salvar vidas por meio da informação precisa sobre riscos. E a informação mais importante é a das chuvas, onde está chovendo e o quanto está chovendo”, disse Nobre.

Na avaliação do presidente da TIM Brasil, Rodrigo Abreu, o monitoramento climático é um exemplo de como o uso da tecnologia e da infraestrutura de telefonia móvel pode contribuir “para a melhoria da vida das pessoas e para o desenvolvimento do país”.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial