AEB Assina Contrato Relacionado Com Obra do Sítio da ACS

Olá leitor!

Diário Oficial da União (DOU) de hoje (22/08) publicou um Extrato de Contrato da Agência Espacial Brasileira (AEB), assinado com a empresa KL INDUSTRIAL LTDA, para fornecimento, fabricação e transporte de estruturas metálicas em aço para uma ponte rodoviária a ser construída sobre o Igarapé do Peru relacionada com as Obras de implantação do Sitío de Lançamento da Alcântara Cyclone Space (ACS). Abaixo segue o despacho como publicado no DOU.

Duda Falcão

AGÊNCIA ESPACIAL BRASILEIRA

EXTRATO DE CONTRATO Nº 20/2013 - UASG 203001

Nº Processo: 01350000149201223;
PREGÃO SISPP: Nº 5/2013;
Contratante: AGENCIA ESPACIAL BRASILEIRA – AEB;
CNPJ Contratado:03303069000182;
Contratado: KL INDUSTRIAL LTDA;
Objeto: Contratação de empresa para fornecimento, fabricação e transporte de estruturas metálicas em aço USI SAC 350 para uma ponte rodoviária a ser construída sobre o Igarapé do Peru para as obras destinadas à implantação do Sítio de Lançamento da Binacional Alcântara Cyclone SPACE – ACS;
Fundamento Legal: Art. Lei nº10.520/02, Dec. nº 5.450/05 e Lei nº 8.666/93;
Vigência: 21/08/2013 a 13/04/2014;
Valor Total: R$4.408.700,00;
Data de Assinatura: 21/08/2013.

(SICON - 21/08/2013) 203001-20402-2013NE800004


Fonte: Diário Oficial da União (DOU) - Seção 2 - pág. 11 - 22/08/2013

Comentário: Pois é leitor, como você pode notar dinheiro para esse projeto desastroso tem, agora para o projeto do VLS-1 e outros em curso no verdadeiro Programa Espacial Brasileiro não. É por isso que volto apelar para que você leitor que nos ajude a combater esses energúmenos, esses traidores da pátria que estão prejudicando o futuro do país, além de beneficiar uma sociedade estrangeira sem qualquer retorno, e ainda por cima trazendo para o território brasileiro uma tecnologia ultrapassada, tóxica e sem qualquer acesso tecnológico aos nossos centros de pesquisas e empresas. Fora o fato desse acordo comercial não ter a mínima chance de ser competitivo no mercado de lançamento de satélites comerciais da forma que foi concebido (nem é levado a sério pela concorrência), sendo um verdadeiro desastre comercial pré-anunciado que só poderia ser obra de um debiloide. Assim sendo leitor, apelo para você que assine e divulgue a petição pública online “ACS - Mudanças Já ou o Destrato do Acordo”, para que assim possamos combater esses energúmenos que travam o desenvolvimento espacial brasileiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial