SSC Divulga Três Vôos do VSB-30 em 2011 de Esrange

Olá leitor!

Como é bom notar o sucesso alcançado pelo foguete brasileiro VSB-30 nas missões européias de microgravidade. Agora a pouco a Swedish Space Corporation (SSC), da Suécia, confirmou no seu site (veja aqui) a programação de vôo em 2011 desse bem sucedido foguete do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), foguete esse que quando de minha passagem pelo IAE ano passado pude notar como o mesmo é tratado com grande atenção pelo Cel. Kasemodel.

Segundo a programação da SSC, três vôos desse foguete serão realizados do Centro Espacial de Esrange (Suecia) no ano de 2011, são eles:

Operação TEXUS 49 - Deverá ser lançada no mês de março
Operação MASER 12 - Deverá ser lançada no mês de novembro
Operação TEXUS 48 - Deverá ser lançada também no mês de novembro

Além disso, a SSC divulgou uma pré-programação de lançamento de mais um VSB-30 (Operação TEXUS 51) para dezembro de 2012, mas que até lá muito provavelmente deverá ser modificada ou até mesmo ampliada.

Vale ainda lembrar leitor que está previsto o lançamento de dois VSB-30 da "Base de Woomera (Austrália)" para atender o programa de experimentos hipersônico australiano/americano “HIFIRE” em 2011/2012.

Também existe uma expectativa (apesar de não acreditarmos que aconteça) do lançamento no Brasil de um VSB-30 ainda em 2011. Essa operação aconteceria para atender o “Programa Microgravidade” de nossa desorientada agência espacial.

Aparentemente essa operação seria para substituir o vôo previsto pela segunda fase do 3º AO (Anúncio de Oportunidade), que ocorreria inicialmente através de uma Soyuz russa, que levaria os experimentos brasileiros para serem testados nos laboratórios da “Estação Espacial Internacional (ISS)”. Por motivos ainda não esclarecidos isso não será possível e sobrou então a opção do uso do VSB-30.

No entanto, devido à morosidade que impera em nossa engessada agência espacial esse vôo deverá mesmo ficar para 2012 e olhe lá.

Como o leitor mesmo pode notar a agenda desse foguete brasileiro está agradavelmente cheia para o biênio 2011/2012 e não é por acaso que todos no IAE e o próprio Cel. Kasemodel estejam satisfeitos com o seu desempenho e sucesso alcançados.

SUCESSO SEMPRE AO VSB-30

Duda Falcão

Comentários

  1. Sobre o experimentos brasileiros na Estação Espacial Internacional (ISS),não ocorrerem ,não seria porque o Brasil não cumprio o sua parte no acordo da ISS ,que ele teria o direito de usar a ISS ,mas em troca deveria fornecer algumas peças para a fabricação da ISS fato este que não aconteceu .

    ResponderExcluir
  2. Olá André!

    Pode até ser amigo, por pressão americana, mas não há nada de oficial quanto a esse assunto. Pelo menos até o momento.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Vendo as características do VSB-30 fico pensando se, além de ser um foguete de sondagem direcionado utilizado para experimentos de microgravidade, ele pode ser utilizado para lançamento de Nanosatelites? Digo isso, pois não sei se o PEB inclui algum projeto de foguetes para lançamentos desse tipo de satélites.

    ResponderExcluir
  4. Olá Carlos!

    Respondendo sua pergunta, não, o VSB-30 é um foguete suborbital não tendo a capacidade de satelizar cargas uteis. Para cargas como nanosatélites e microsatélites o IAE está desenvolvendo em parceria com o DLR alemão desde o ano passado o foguete VLM-1 (Veículo Lançador de Microsatélites) para ser inicialmente utilizado no experimento alemão SHEFEX III, previsto para voar em 2015, tá ok?

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial