CPTEC/INPE Lança Página para Informar População

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (14/01) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que para uma melhor informação a população sobre as intensas chuvas que tem atingido o Sudeste do país, o "Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC)" do INPE está disponibilizando uma página na internet que traz dados específicos sobre esta região.

Duda Falcão

Página do CPTEC/INPE Permite
Monitoramento dos Locais
Mais Atingidos Pelas Chuvas

14/01/2011

Para melhor informar a população sobre as intensas chuvas que têm atingido parte do Sudeste, o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), colocou no ar uma página que traz dados específicos sobre aquela região.

No endereço http://www.cptec.inpe.br/sudeste.shtml, é possível verificar a previsão do tempo para os próximos dias, a precipitação acumulada, dados sobre descargas elétricas, entre outros, além de acessar modelos numéricos que apresentam maior resolução e detalhamento sobre as condições nas áreas mais comprometidas pelas chuvas.

A página traz vídeos da previsão e boletins especiais para as regiões serranas, sendo que também há acesso para a informação por cidades. Vale lembrar que os avisos meteorológicos são constantemente atualizados pela equipe do CPTEC/INPE.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: Pois é leitor, veja bem o que está acontecendo novamente com essa pobre gente atingida por esse desastre natural que só o governo não sabia que ia acontecer. Quantas mortes poderiam ter sido evitadas se o governo tivesse a atitude necessária para dotar o país de um satélite meteorológico? Invés disto, o ex-presidente resolveu gastar milhões num projeto furado que vive dificuldades desde a sua mal engenhada criação. Tá ai o resultado. É por essas e outras que diferentemente de grande parte dos profissionais do setor (esses mesmos profissionais que há anos solicitam uma maior atenção por parte do governo para o sistema de previsão de tempo do país) não acreditamos em promessas e sim em ação, coisa que jamais houve por parte do governo. Lamentável e trágico, mas quem paga é o povo, já que essa gente e suas famílias vivem em locais seguros, bem longe das áreas de riscos, só aparecendo por lá, quando o desastre já ocorreu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial