Brasil Precisa se Preparar para Prever Desastres

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia que foi publicada hoje (10/01) no site “G1” do globo.com destacando que segundo o ministro Aloizio Mercante o Brasil precisa se preparar para prever adequadamente desastres climáticos.

Duda Falcão

Ciência e Saúde

Brasil Precisa se Preparar para Prever
Desastres Climáticos, Diz Mercadante

Segundo ele, há 5 milhões de brasileiros expostos
ao problema. Ministro da Ciência e Tecnologia
fez primeira visita oficial ao INPE.

Iberê Thenório
Do G1, em São José dos Campos
10-01-2011 - 15h13

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, afirmou nesta segunda-feira (10) que uma das prioridades de sua gestão será investir na previsão de desastres climáticos, como enchentes e desmoronamentos.

“Estimamos em cerca de 500 as áreas de risco no país e em 5 milhões as pessoas expostas”, disse Mercadante durante sua primeira visita oficial ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP). A instituição, considerada uma das mais importantes dentro do ministério, tem como uma de suas atribuições a previsão do tempo e pelo desenvolvimento de satélites.

O diretor do INPE, Gilberto Câmara (com o braço levantado)
mostra a Aloizio Mercadante o laboratório onde são testados
os satélites brasileiros. (Foto: Iberê Thenório/G1)

Segundo o ministro, a capacidade de se antecipar a desastres naturais será ampliada com o uso de um supercomputador adquirido recentemente pelo INPE, que foi colocado em funcionamento no último dia 28. A máquina é considerada o 29º computador mais rápido do mundo, e o segundo na trabalho com clima e meteorologia.

“O Brasil precisa se preparar para esse cenário [de problemas climáticos] não só em investimentos estruturantes, que é o PAC 2, com a macrodrenagem, remoção da população em área de risco, obras de contenção, mas também capacidade de previsão e antecipação”, disse Mercadante.

Contratações

Ao lado do diretor do INPE, Gilberto Câmara, o ministro prometeu contratações. “Há uma demanda importante e que eu estou comprometido em buscar equacionar, que é abrir contratações de pesquisadores, cientistas e engenheiros para o INPE e o CTA [Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, ligado à Defesa]. Há um hiato entre as gerações. A geração dos 50, 60 [anos de idade] está com um peso desequilibrado em relação à instituição. Quase dois terços do pessoal tem mais de 20 anos na instituição.”

Além de Câmara, acompanharam o ministro o presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Marco Antônio Raupp, que foi convidado recentemente pelo ministro a assumir a Agência Espacial Brasileira, e o Chefe de Ciência Terrestre do INPE, Carlos Nobre, que irá assumir a Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento no ministério.

Foguete Nacional

Mercadante não quis adiantar quais são seus planos para lançamento de foguetes – área que não conseguiu avançar desde o acidente que ocorreu em Alcântara (MA), em 2003. O ministro garantiu, contudo, que o país continuará tentando ter um veículo capaz de colocar satélites em órbita. “Vamos continuar, e vamos avançar. A vinda do Raupp [que é ligado à área aeroespacial] é uma demonstração disso”, disse.


Fonte: Site G1 do globo.com

Comentário: Veja bem senhor Mercadante o grau de comprometimento assumido pelo senhor junto aos especialistas que lhe receberam com atenção no INPE. Que não sejam promessas vazias e politicagem barata. O Programa Espacial do país pede socorro e essa gente acredita no senhor, faça sua parte, pois suas promessas estão registradas pela mídia e mais modestamente pelo nosso blog. Parabéns pela escolha do Marco Antônio Raupp e do Carlos Nobre para a presidência da Agência Espacial Brasileira (AEB) e para a Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do MCT, respectivamente. Dois grandes nomes é verdade, mas que sozinhos não farão absolutamente nada, e precisarão do seu e do total apoio da presidente DILMA para que então possam cumprir sua missão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro