DILMA e Presidente da Ucrânia Conversam Sobre ACS

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada dia (11/01) no jornal “O Estado do Maranhão”, destacando a conversa que a presidente DILMA teve com o presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, sobre o acordo espacial entre os dois países.

Duda Falcão

DILMA e Presidente da Ucrânia Conversam
Sobre Lançamento de Foguetes

Viktor Yanukovich e a presidente do Brasil trataram
ontem sobre o projeto de construção do foguete
Cyclone 4, que será lançado em Alcântara, no MA

Divulgação
Modelo do Cyclone 4, que será lançado
de Alcântara no próximo ano

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff recebeu na manhã de ontem um telefonema do presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich. Eles conversaram por cerca de 20 minutos sobre a parceria na construção do projeto do foguete ucraniano Cyclone 4, que tem previsão de lançamento a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. Na Ucrânia, os cientistas dispõem de tecnologia para a fabricação de foguetes, mas não detêm centros de lançamentos.

O escritório de engenharia ucraniano responsável pela produção do foguete é o Yuzhnoye. A série de foguetes Cyclone é considerada uma das mais bem sucedidas entre as já desenvolvidas. Em 226 testes de lançamento, houve apenas seis falhas, segundo dados da assessoria do projeto.

Yanukovich afirmou ainda, na conversa com Dilma, que pretende visitar o Brasil em maio. O presidente convidou a brasileira para ir à Ucrânia e a parabenizou pela vitória nas eleições, desejando sorte durante o governo. Em 2011, serão comemorados 120 anos da chegada dos primeiros imigrantes ucranianos ao país.

Durante a conversa com Yanukovich, Dilma lembrou que o Brasil abriga a terceira maior comunidade de imigrantes ucranianos. A estimativa é que cerca de 1 milhão de descendentes de ucranianos vivam no Brasil, principalmente no Paraná. A Ucrânia até 1991 fazia parte da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). É um país considerado berço cultural.

A Ucrânia é uma república que segue o sistema de governo semipresidencial - tendo presidente e um primeiro-ministro. Os Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo são autônomos. Há eleições diretas para a escolha do presidente da República e dos 450 parlamentares. Mas o presidente da República e o primeiro-ministro indicam os governantes das 24 províncias.

Projeto - As obras para a construção dos sítios de lançamento da Cyclone Space (ACS) em Alcântara foram iniciadas oficialmente em setembro do ano passado, quando foi lançada a pedra fundamental do complexo de obras da empresa binacional. A cerimônia teve a presença do Ministro de Ciência e Tecnologia Sérgio Rezende, dos diretores da Alcântara Cyclone Space, ACS Oleksandr Serdyuk, representando a parte ucraniana e de Roberto Amaral, da parte brasileira e do então presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Ganem.

Na ocasião, foi assinado o termo de cooperação entre o Ministério de Ciência e Tecnologia e a ACS para a construção do Centro Sociocultural Santos Dumont, idealizado para atender a comunidade alcantarense com cursos profissionalizantes, espaços para eventos culturais entre outras atividades.

O complexo de lançamentos da ACS é composto por três sítios distintos, sendo um direcionado para as atividades de lançamento, um complexo técnico e o de condicionamento de propelentes. Pelo cronograma, a previsão é que a estrutura erguida que ocupará 462 hectares seja totalmente finalizada em um prazo máximo de dois anos. A primeira operação de lançamento do Cyclone 4 está prevista para acontecer em 2012, quando acontecerá o vôo de qualificação do foguete. Após essa primeira experiência, a previsão é de que sejam iniciados logo os lançamentos comerciais. A estimativa da empresa é realizar cerca de seis lançamentos ao ano, cada um orçado em R$ 50 milhões.

SAIBA MAIS

Ficha Técnica:

Complexo Alcântara Cyclone Space (ACS)

Área:

462 hectares

Estrutura:

Complexo de Lançamento
Complexo Técnico
Complexo de Condicionamento de Propelentes

Previsão de Término:

Dois anos

Primeiro Lançamento do Cyclone 4:

2012


Fonte: Jornal “O Estado do Maranhão” - pág. 05 - 11/01/2011

Comentário: Ora leitor, vamos ser realistas, com a incompetência reinante nesta empresa, só se forem seis lançamentos anuais de bombinhas de São João. Acontece que mesmo que fosse assim a esse preço fica inviável. Agradecemos mais uma vez ao leitor maranhense Edvaldo Coqueiro pelo envio desta matéria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial