Motor L75 Foi Tema Durante a Realização do 7º SePP&D

Olá leitor!

Como prometido anteriormente, trago agora para você uma outra interessante apresentação realizada durante o “7º Seminário de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologias Associadas a Veículos Espaciais - 7º SePP&D” ocorrido em São José dos Campos (SP) entre o dias 11 e 13/09.

Dr. Daniel Soares Almeida
(LPL/IAE)
A apresentação em questão foi realizada pelo Dr. Daniel Soares de Almeida do Laboratório de Propulsão Líquida (LPL) do IAE, no qual foi abordado o atual momento de desenvolvimento do projeto do Motor-Foguete de Propulsão Líquida L75 (MFPL L75).

Durante a apresentação do Dr. Daniel Almeida em nossa opinião alguns dados apresentados são de grande importância para que o nossos leitores possam ter uma boa visão sobre esse projeto. São eles:

* O projeto teve início no ano de 2008, e assim já completou ou completará cinco anos de desenvolvimento;

* A confirmação de que em 2012 foi assinado um “Letter of Exchange” entre a Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Centro Aeroespacial Alemão (DLR) para cooperação no desenvolvimento e testes do motor L75;

* A confirmação de que esse ano houve mudança no projeto do motor, já que no início ele estava sendo projetado para utilizar querosene como combustível e agora utilizará etanol, o que o torna um projeto de motor-verde.

* E finalizando, a apresentação não apresenta uma data para a entrega do motor, apesar de estabelecer objetivos até 2022.

Seja como for, em nossa modesta opinião desenvolver um motor de pequenas dimensões como esse (apesar de sua inegável importância) em um período de 14 anos, e ainda de forma incerta, nos parece algo completamente desmedido, principalmente se levarmos em conta o avanço das tecnologias espaciais ano a ano ao redor do mundo, mas isto é BRAZIL.

Enfim leitor, convido você a tirar as suas próprias conclusões sobre essa importante palestra clicando aqui.

Nos próximos dias estarei apresentando outras interessantes palestras ocorridas nesse fantástico evento.

Duda Falcão

Comentários

  1. Não esqueçam que os EUA pegou a tecnologia de foguete e satelite de mão beijada dos alemães , e os satelites demorarão mais de 15 anos para funcionar , isto depois dos russos .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial