Operação Falcão I - 2013

Descrição da Campanha

Data do início da campanha: 21/05/2013
Operação:  Operação Falcão I - 2013
Foguete:  Foguete de Treinamento Básico (FTB)
Numero do vôo do foguete: 25
Data de lançamento: 23/05/2013
Horário:  14h29 (horário local)
Local:  Centro de Lançamento de Alcântra (CLA)
Apogeu do vôo: 31,8 Km
Tempo de Apogeu: 76 seg
Tempo total de vôo: 167,8 Km
Distância percorrida do local de lançamento até área de impacto: 18,1 Km
Objetivo: Realizar o lançamento e rastreio do veículo de treinamento, buscando o treinamento operacional do Centro de Lançamento e a obtenção de dados para a qualificação e a certificação do foguete.
Resultado: O lançamento foi um sucesso.

Experimentos Embarcados:

- Não houve

Instituições Envolvidas:

AEB - Agência Espacial Brasileira
DCTA - Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial
INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CLA - Centro de Lançamento de Alcântara - Alcântara-MA         
CLBI - Centro de Lançamento da Barreira do Inferno - Natal-RN
IFI - Instituto de Fomento e Coordenação Industrial
AVIBRÁS - Avibrás Indústria Aeroespacial S/A

Lançamento do Foguete FTB
Operação Falcão I - 2013 – 23/05/2013

Foi lançado com sucesso no dia 23/05/2013 do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) o vigésimo quinto “Foguete de Treinamento Básico (FTB)” desenvolvido pela empresa brasileira Avibrás, lançamento esse ocorrido dentro das atividades da Operação Falcão I - 2013.

A operação que foi segunda operação de lançamento de foguete ocorrida no Brasil no ano de 2013, foi iniciada no dia (21/05) e teve como objetivo realizar o lançamento e rastreio desse veículo de treinamento, buscando o treinamento operacional do Centro de Lançamento e a obtenção de dados para a qualificação e a certificação do foguete.

Segundo a COMAER, o FTB seguiu conforme os parâmetros previstos para este tipo de operação, sendo lançado às 14h29 (horário local) e voando 167,8 segundos até atingir a área de impacto determinada. O veículo atingiu um apogeu de 31,8 km de altitude em apenas 76 segundos de voo. Sendo que, do local de lançamento até a dispersão no oceano, o foguete percorreu 18,01 km em linha reta.

A Operação Falcão I - 2013 contou com o envolvimento de 100 servidores do efetivo do CLA e do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), e também com a participação da equipe de Alcântara do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que trabalhou na recepção de dados do veículo lançado. Pela primeira vez foram testados dois novos sistemas, um de controle operacional e disparo e outro de interfonia para contato entre as equipes.

O lançamento foi acompanhado por 30 alunos e professores da Escola Caminho das Estrelas, que fica situada no CLA, sendo a mesma responsável por ministrar o ensino fundamental regular para os dependentes do efetivo civil e militar da unidade, além de atender à comunidade local.

Lançamento do FTB - CLA - 23/05/2013

Fotos:



Fonte: Diversas

Comentários

  1. " QUEM NÃO TEM CÃO CAÇA COM GATO MOLLLLHADO"

    É preciso AVANÇAR com medidas estruturais de grandes quilates nos veículos espaciais lançados em Alcântara. Não tiro os méritos dos foguetes de treinamento básico (FTB). Por exemplo, duas causas cruciais explicam as insistências neste tipo de veículo: Preparação e baixo volume de recursos que os institutos são obrigados a não investir nas frequências de lançamentos nos foguetes mais potentes que supram os anseios dos programas de micro-gravidade para as universidades e institutos de pesquisas.
    Acontece que solidez da insistência dos que fazem o PEB e a lucratividade populista dos ( DONO DA RAZÃO E DA SABEDORIA EM BRA), não têm necessariamente relação com os propósitos de cada grupo em especial. A solidez dos grandes pesquisadores foi construída ao longo das esperanças e otimismo e dos parcos salários e cifras para a realização física dos projetos, que andam se arrastando, só Deus sabe das tais condições que eles passam! Essa solidez nacional explica por que nos brasileiros temos sede de vencer as dificuldades, por eles criadas.
    Quanto à lucratividade populista dos (DRSBRA), estudos mostram que os brasileiros estão, em fim acordando aos poucos, desses pesadelos e CANCER que debilitam o progresso nacional.
    Acredito que futuramente medidas para reduzir os atrasos, serão tomadas para superar a corrida espacial sul-americana.
    Ainda figuramos entre os campeões do jeitinho brasileiro, para melhorar e atenuar tais situações, que influencia as demais tecnologias e projetos em desenvolvimentos. Foi o efeito de um esforço de reformas para atacar o abstrato manipulativo que o governo impõem as instituições que fazem a diferença.
    O esforço geral de todos é grande, os dirigentes expõem os problemas quando saem de seus postos e dizem a pura verdade que viveram impregnados na tutela do poder. As nossas alças de miras acerta um alvo estranho como o inusitado acordo Brasil X Ucrânia. Atacamos com leveza democrática o potencial ALVO que a população desinformada não sabe sequer suas causas futuras.
    Você está duvidando! É só esperar! e testemunharemos tais consequências causadas pelos donos da RAZÃO".


    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite