Ministros Lançam em São José Edital do Inova Aerodefesa

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (16/05) no “Portal R3.com.br” destacando que os Ministros da Defesa, do desenvolvimento, Industria e Comércio Exterior e da Ciência, Tecnologia e Inovação lançam amanhã (17/05), em São José dos Campos (SP), o “Edital Inova Aerofedesa”.

Duda Falcão

Ministros Lançam em São José
Edital do Inova Aerodefesa

Da Redação, com prefeitura
de São José dos Campos
Quinta-feira, 16 maio 2013 - 17:00

Os ministros da Defesa, Celso Amorim, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, anunciam amanhã (17), às 9h, em São José dos Campos o lançamento do edital do Inova Aerodefesa. A cerimônia será realizada no Parque Tecnológico.

O Inova Aerodefesa é voltado para as indústrias e centros de pesquisas das áreas de Defesa e Aeroespacial e pretende fortalecer o setor por meio de ações estratégicas para estimular a parceria entre iniciativa privada e instituições de pesquisa e da descentralização de crédito e subvenção econômica para o investimento em programas de inovação tecnológica.

O edital faz parte do programa Inova Empresa, um plano de investimento em inovação do Governo Federal que prevê a articulação de diferentes ministérios e a disponibilização de apoio financeiro por meio de crédito e financiamento. Até 2014 serão aplicados mais de R$ 32 bilhões em inovação.

Os recursos são destinados a empresas brasileiras de todos os portes que tenham projetos inovadores. O plano apoia setores considerados prioritários pelo Governo, como Saúde, Aeroespacial e Defesa, Energia, Petróleo e Gás, Sustentabilidade Socioambiental e Tecnologia da Informação.

O anúncio do edital para o segmento de defesa e aeroespacial em São José dos Campos considera a representatividade do município no cenário brasileiro nesses setores.

A cidade conta com uma parcela significativa das principais indústrias do setor entre pequenas, médias e grandes empresas, centros de pesquisas com tecnologia e conhecimento desenvolvido na área e a mão de obra especializada.

O lançamento de edital para o financiamento de projetos de inovação tecnológica nas áreas de Defesa e Aeroespacial dá continuidade às políticas para o setor e complementa a lei 12.598/12.

Elaborada pelo então deputado federal Carlinhos Almeida, atual prefeito de São José dos Campos, essa lei estabelece normas de regime especial para compra de produtos e sistemas de defesa; criou regras de incentivo às empresas da área e estabelece uma política de compras governamentais para fortalecer o setor como forma de permitir a maior participação das empresas, particularmente da região do Vale do Paraíba, no desenvolvimento e absorção de tecnologia e geração de empregos.


Fonte: Portal R3.com.br - http://www.dirigida.com.br/

Comentário: Espero realmente que esse edital não seja de fachada e que realmente venha beneficiar as instituições publicadas e privadas (genuinamente brasileiras) que atuam nessas áreas, e em espacial na área espacial. Vamos aguardar o desenrolar dessa história.

Comentários

  1. Infelizmente é fachada. É um meio do Governo passar dinheiro público para poucas empresas de São José dos Campos. Veja a vergonha, que exclui empresas pequenas de participarem a não ser associadas a empresas grandes. É um monopólio descarado isso aí. Vejam a parte do edital, que funciona como mecanismo de exclusão de pequenas e médias empresas:

    "Poderão participar do processo de seleção do Inova Aerodefesa empresas brasileiras e/ou grupo econômico brasileiro com Receita Operacional Bruta (ROB) igual ou superior a R$ 16 milhões ou patrimônio líquido igual ou superior a R$ 4 milhões no último exercício, denominadas Empresas Líderes. Estas, poderão se candidatar individualmente ou em parceria, desde que tenham interesse em empreender atividade de produção e comercialização dos produtos ou serviços aderentes às tecnologias relacionadas aos temas. Propostas de empresas com ROB inferior a este limite e de instituições científicas tecnológicas (ICTs) ficam condicionadas à formalização de parcerias com as Empresas Líderes."

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro